Gato é expulso à força de coletiva de imprensa da Seleção

EsportesRevolta internautas

Gato é expulso à força de coletiva de imprensa da Seleção

Gesto brusco do funcionário da CBF gerou revolta 

Crédito: Divulgação
Vini Jr. defendia a prática dos jogadores brasileiros de comemorar gols com dancinhas, em uma entrevista coletiva, quando um gato tomou conta da cena. O bichano, que acompanhava a entrevista desde o começo, resolveu subir na bancada após cerca de 40 minutos de interação do craque com jornalistas nesta quarta-feira (7), na sala de imprensa do Estádio Grand Hamad, palco de treinamentos da Seleção Brasileira no Catar. O camisa 20 da seleção brasileira deu risada da situação.

Tentando remediar a intervenção do animal na entrevista, um assessor da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) que estava ao lado do camisa 20 puxou o felino com as duas mãos pelo dorso e o colocou no chão. Diante do gesto brusco, os jornalistas presentes reagiram com certo espanto. O funcionário da CBF defendeu que havia feito a coisa certa.

Desnecessário

A ação tem provocado reação nas redes sociais. Internautas reprovam a atitude do assessor, considerada "absurda" e "desnecessária". Alguns o chamam de "monstro" e dizem que "só faltou chutar o gato". Não se dando por vencido, o bichano continuou participando da cena, agora ao pé da bancada ocupada por seu algoz ao lado do craque da seleção. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 03 Fevereiro 2023

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/

Cron Job Iniciado