Histórias de tensão e superação: os sequestros que abalaram o mundo do futebol brasileiro

Histórias de tensão e superação: os sequestros que abalaram o mundo do futebol brasileiro

Além do caso Marcelinho Carioca, relembre outros episódios de angústia envolvendo ícones do esporte nacional

Crédito: Reprodução/X @JornalOGlobo

O sequestro recente de Marcelinho Carioca, ídolo do Corinthians, trouxe à tona lembranças de outros momentos difíceis envolvendo personalidades do futebol brasileiro. Além do ex-jogador, outros nomes e suas famílias já enfrentaram situações de risco, demonstrando a vulnerabilidade mesmo fora dos gramados.

  1. Marcelinho Carioca: Um Ícone Nas Garras do Crime No último domingo, após prestigiar o show "Tardezinha" de Thiaguinho, Marcelinho Carioca e sua amiga Taís Oliveira foram sequestrados, sendo resgatados apenas na tarde seguinte pela Polícia Militar de São Paulo.
  2. Mãe de Robinho: Uma Negociação Angustiante em 2004 Em novembro de 2004, Marina de Souza, mãe do jogador Robinho, passou por uma experiência traumática quando foi sequestrada em Praia Grande. A família, em uma longa negociação, conseguiu sua libertação após pagar altos valores.
  3. Grafite e o Drama Familiar de 2005 Em 2005, foi a vez de Grafite, atacante do São Paulo, enfrentar o drama do sequestro de sua mãe, Ilma de Castro Libânio. O resgate ocorreu no dia seguinte, após policiais encontrarem o cativeiro em Artur Nogueira, São Paulo.
  4. Luís Fabiano: O Susto em 2005 Poucas semanas depois, em março de 2005, a mãe do atacante Luís Fabiano, Sandra Helena Clemente, foi surpreendida por dois homens em Proença. Apesar do susto, a polícia conseguiu resgatá-la sem pagamento de resgate dois meses depois.
  5. Rogério: Sequestro em Campinas No mesmo período de Luís Fabiano, Rogério, ex-Corinthians e Palmeiras, teve a mãe sequestrada em Campinas enquanto ele estava no Sporting, de Portugal. Ela foi libertada quatro dias depois em Caraguatatuba, sem pagamento de resgate.
  6. Irmã de Ricardo Oliveira: 159 Dias de Angústia A irmã de Ricardo Oliveira, Maria de Lourdes, viveu um sequestro prolongado entre 2006 e 2007. Após 159 dias como refém, ela foi libertada graças a uma denúncia anônima que indicou o cativeiro na Zona Leste de São Paulo.
  7. Valdívia: O Susto de 2012 Em 2012, Jorge Valdívia, jogador do Palmeiras, foi sequestrado e ficou refém por algumas horas. Felizmente, foi libertado em uma avenida da Zona Oeste de São Paulo.

Essas narrativas reforçam a vulnerabilidade de figuras públicas e suas famílias, mostrando que, mesmo fora dos campos, o mundo do futebol não está isento de desafios e momentos difíceis.

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 15 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/