Arcebispo de Feira de Santana recebe Comenda 2 de Julho

GeralDom Zanoni

Arcebispo de Feira de Santana recebe Comenda 2 de Julho

Dom Zanoni Castro recebe honraria pelos serviços prestados à Bahia 

Crédito: Divulgação

Ao som tocante da canção "Fruto do Suor", de Raices de América, na voz e viola do músico Cescé Amorim, o arcebispo metropolitano de Feira de Santana, Dom Zanoni Castro Dementtino, recebeu a Comenda 2 de Julho, em sessão especial na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba) nesta quinta-feira (30). A honraria, a mais alta entregue pelo parlamento baiano, foi proposta pelo deputado Angelo Almeida (PSB).

Dom Zanoni foi ordenado sacerdote em 1986. Ele foi pároco na Catedral de Vitória da Conquista e da Paróquia São José, em Itapetinga. Foi também vigário forâneo, vigário geral, professor, administrador diocesano de Vitória da Conquista e nomeado bispo da Diocese de São Mateus, pelo Papa Bento XVI.

Em 2014, ele chega em Feira de Santana para suceder o arcebispo emérito, Dom Itamar Vian. Em 2015, foi nomeado arcebispo pelo Papa Francisco. Em âmbito nacional, ele é o bispo referencial da Pastoral Afro Brasileira e membro da Comissão Episcopal para o Ecumenismo e o Diálogo Inter-religioso.

"Manter desperta a sensibilidade pela verdade, justiça e paz, a fim de buscarmos juntos àquilo que é verdadeiro e bom, não somente para os católicos, mas para todos". E complementou com trecho do Hino 2 de Julho, reforçando a sua defesa à democracia. "Nunca mais, nunca mais o despotismo regerá, regerá nossas ações! Com tiranos não combinam brasileiros, brasileiros corações!", disse Dom Zanoni

"A grande maioria dos fieis não admite que a fé cristã tenha uma dimensão social e política. Insiste em praticar uma fé desligada dos problemas concretos do cotidiano, vivida no âmbito meramente privado". Esta frase, escrita por Dom Zanoni ainda quando era estudante de teologia, abriu o discurso de Angelo, que seguiu ressaltando o quanto os sentimentos manifestados na juventude seguem presente nas ações do arcebispo e justificam o reconhecimento.

"Quando eu li esse texto, pensei: 'Esse é o motivo dessa comenda. É por essa frase que estamos aqui hoje.'", afirmou o deputado.

Presente na sessão, a irmã de Dom Zanoni, Helania Castro, foi a responsável por entregar-lhe a comenda, acompanhada do arcebispo emérito de Feira de Santana, Dom Itamar Vian, que também fez uma oração no início da cerimônia. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 15 Agosto 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/

Cron Job Iniciado