Desapropriação de áreas próximas ao aeroporto continua sendo obstáculo

GeralFeira de Santana

Desapropriação de áreas próximas ao aeroporto continua sendo obstáculo

Medida é determinante para ampliação do equipamento 

Crédito: Hugo Oliveira
O Aeroporto de Feira de Santana entrará para a malha aérea doméstica das companhias aéreas brasileiras? Se depender dos gestores e técnicos, Sim. Após o anúncio de cinco novos voos, o terminal aéreo de Feira de Santana passa por ampliação e adequação. A ação que faz parte do Programa de Requalificação dos Aeródromos Baianos e suas instalações que promove reforma e ampliação do local. O entreposto que não recebia voo desde 2020, por causa da pandemia de covid-19, a partir de dezembro, passa a contar com voos comerciais da companhia Azul Linhas Aéreas, que estarão disponíveis as segundas, quartas, sextas, sábados e domingos, no município.

O diretor técnico operacional, André Sena, fala sobre o projeto de ampliação e melhoria das instalações e adianta que agora os passageiros serão acomodados em local adequado na hora do embarque. Segundo ele, os balcões de atendimento irão para nova área do check-in e tudo será melhorado, principalmente, à área de inspeção de bagagem e controle dos passageiros, que antes tinha apenas de 10m².

"Efetivamente só tínhamos a área do Raio X, não tínhamos espaço nem área para formar fila, anteriormente ficava ao lado de fora do embarque, na porta, e a cada passageiro era feito processo. Após a ampliação, contaremos com uma área de 70m². No futuro, caso a gente queira ampliar a condição, teremos área para instalar um segundo Raio X, por exemplo. Também tem área para formar fila", explica.

O superintendente acrescenta ainda que além de ampliação, a melhoria na estrutura física do aeroporto, proporcionará melhor condições e consequente melhoria do serviço. "Os nossos agentes de Proteção à Aviação Civil que poderão analisar as condições de segurança que estão intrínsecas no processo. Com certeza é mais um serviço que será sentido pelo passageiro que estará totalmente agregado ao novo terminal. Nós também iremos melhorar as condições da segurança operacional, onde estamos com empresa contratada para realizar a pintura da pista e uma revisão geral do nosso sistema de iluminação para o balizamento noturno. Uma melhoria nas condições operacionais da pista e do nosso aeroporto", detalha.

Após programa de requalificação, Feira de Santana passa a contar com cinco voos semanais de Recife (segunda, quarta, sexta, sábado e domingo) com expectativa de receber uma gama maior de voos.

De ponto de distribuição de cargas a malha aérea doméstica

A inauguração do aeroporto de Feira de Santana aconteceu no dia 10 de setembro de 2014, com a presença do governador do então governador do estado, Jaques Wagner. Na ocasião, tinha promessa de ser ampliado, da construção de outro acesso ao aeroporto e também de outra pista de voo. A pretensão principal da época para o aeroporto era que Feira de Santana fosse um importante ponto de distribuição de cargas para o nordeste. Entretanto, de acordo com a Secretaria de Turismo do Governo da Bahia (SETUR), o foco hoje é maior na demanda de voos comerciais, principalmente, para rotas turísticas. Caso ampliado, o aeroporto de Feira poderá ser terminal alternativo do aeroporto Luís Eduardo Magalhães.

Desapropriação de áreas no entorno

A desapropriação de áreas no entorno do Aeroporto Governador João Durval Carneiro é determinante para ampliação do equipamento e, consequentemente, atrair outras companhias aéreas. Entretanto, a questão representa um impasse que se arrasta há anos e torna inviável a execução total do projeto de ampliação das pistas. A negociação direta é da competência do governo do estado, mas tanto a união, quanto o município, têm responsabilidades indiretas no projeto e viabilidade das negociações. 

"Cada uma das partes envolvidas na concessão, tanto a União, Estado e Município, devem cumprir aquilo que lhe cabe. É um trabalho conjunto para que as demandas sejam solucionadas", declara o vice-prefeito Fernando de Fabinho, durante o 1º encontro que reuniu empresários, imprensa e sociedade civil, para tratar da viabilidade econômica do aeroporto, que ocorreu em 2021. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 29 Janeiro 2023

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/

Cron Job Iniciado