Mães cobram auxiliares em escolas para estudantes autistas e com deficiência

Geral Feira de Santana

Mães cobram auxiliares em escolas para estudantes autistas e com deficiência

Secretaria de Educação disse que mais de mil cuidadores e auxiliares atuam no município

Crédito: Mário Sepúlveda/FE

Mães de crianças autistas de Feira de Santana ocuparam na terça-feira (12), a Secretaria Educação, para cobrar auxiliares e cuidadores nas Escolas da Rede Municipal. Muitos estudantes com deficiência e com Transtorno do Espectro Autista (TEA), estão sem frequentar as aulas por falta destes profissionais. "Estamos desde o início do ano sem auxiliar de classe, já viemos a secretaria conversar com a secretária Anaci Paim e nada foi resolvido. Só fizeram muitas promessas, mas nossas crianças permanecem sem auxiliares e fora da sala de aula. Desde o começo do ano letivo que a professora disse que não poderia ficar com minha filha na sala, porque já tem outras crianças com necessidades especiais e sugeriu levar a criança um dia sim e outro não, para passar apenas duas horas na escola. Isso não tem como, a criança não se adapta e tira totalmente da rotina. O ano está acabando, o próximo ano se aproxima e precisamos de uma solução e resposta urgente", reclama Jeisa Carla de Oliveira, uma das mães.

Táise Magalhães, uma das mães protestantes, diz que precisam de uma solução concreta e prática que garanta o acesso das crianças às aulas. "Nosso objetivo é buscar uma solução para a questão das crianças autistas, em Feira de Santana, que estão sem estudar por falta de auxiliar. O objetivo foi mesmo reivindicar na prática, algo que realmente funcione, não queremos mais teoria. Hoje somos representados pela Associação de Mães e Pais de Autistas de Feira de Santana. As lideranças da entidade aclamaram, fizeram o chamamento de toda comunidade, pais, familiares e amigos de autistas, para nos apoiarem", diz.

Marlede Oliveira, diretora da APLB Feira, reforça que essa também é uma pauta de reivindicação do sindicato. "Fomos procurados pela associação para cobrarmos da professora Anaci e esta também é uma cobrança nossa. Se verificarem nossas pautas, tem sempre lá a falta de professores, auxiliares e funcionários. Nós nunca reivindicamos só a questão salarial e situação que todos os funcionários passam. Já fizemos essa denúncia várias vezes ao Ministério Público e é preciso que a secretaria de educação e prefeito Colbert Martins tomem uma providência porque as crianças estão fora da escola desde março e estamos em setembro sem professor, é um crime o que estão cometendo", denuncia.

Resposta

Através de nota, a Secretaria de Educação disse que mais de mil cuidadores e auxiliares atuam para garantir a inclusão de estudantes com deficiência na rede municipal, dando todo o suporte na rotina escolar dos estudantes com deficiência, transtornos do espectro autista (TEA) e altas habilidades/superdotação.

A secretária municipal de Educação, Anaci Paim, explicou que a presença do auxiliar da educação especial é uma das estratégias para que esses estudantes sejam incluídos no processo de escolarização, mas não é um fator determinante para que eles frequentem a escola. Ela diz ainda que o Município está seguindo a Lei Brasileira de Inclusão (LBI) que incumbe ao poder público a responsabilidade de viabilizar a oferta, formação e acompanhamento dos profissionais de apoio escolar.

"Cada solicitação de suporte é analisada individualmente, em diálogo com a escola, através do relatório médico (caso o estudante tenha) e/ou relatório pedagógico. É importante destacar que, em alguns casos, mesmo com deficiência, o estudante pode ter autonomia e não demandar o acompanhamento do profissional de apoio escolar. Recentemente, foram abertas novas vagas de estágio para estudantes dos cursos de Licenciatura para atuarem na Educação Especial. Além disso, auxiliares e cuidadores participam de formação continuada e as unidades escolares são acompanhadas e orientadas frequentemente pelo Centro Municipal Integrado de Educação Inclusiva Colbert Martins da Silva", reforçou.

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 20 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/