Suprema Corte dos EUA mantém acesso à pílula abortiva por unanimidade

Internacionalpílula abortiva

Suprema Corte dos EUA mantém acesso à pílula abortiva por unanimidade

Juízes, de maioria conservadora, rejeitaram apelos de grupos antiaborto para proibir distribuição de Mifepristona, pílula abortiva autorizada por agência de saúde do governo. 

Foto: Reprodução/EBC

A Suprema Corte dos Estados Unidos manteve, nesta quinta-feira (13), o amplo acesso à pílula abortiva no país, rejeitando a tentativa de um grupo de organizações e médicos antiaborto de anular a aprovação do medicação pelo FDA (agência sanitária americana).

Em uma decisão unânime, o tribunal considerou que os autores da ação não tinham legitimidade para contestar o FDA. "Reconhecemos que muitos cidadãos, incluindo os médicos demandantes aqui, têm preocupações e objeções sinceras aos que usam mifepristona e realizam abortos", disse o juiz da Suprema Corte Brett Kavanaugh. "Mas os cidadãos e os médicos não têm legitimidade para processar, simplesmente porque outros estão autorizados a realizar determinadas atividades."

A decisão, feita de forma unânime por um corpo de juízes de maioria conservadora, barra de forma definitiva um pedido de grupos antiaborto para que as pílulas se tornassem ilegal. Um levantamento do governo apontou que seis de cada dez abortos nos EUA em 2023 foram feitos por meio de uso desses medicamentos. 

Veja também:

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 22 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/