Em 2022, rebanho bovino e produção de leite e ovos bateram recordes na Bahia

MunicípiosDiz IBGE

Em 2022, rebanho bovino e produção de leite e ovos bateram recordes na Bahia

Valor total da produção animal na Bahia teve crescimento de 17%

De 2021 para 2022, seis dos oito rebanhos investigados na Bahia pela Pesquisa da Pecuária Municipal (PPM), do IBGE, mostraram crescimento de efetivos. Dentre estes, o de bovinos aumentou pelo segundo ano consecutivo, atingindo o maior contingente da série histórica, quebrando um recorde que perdurava desde 1992.

Além disso, todos os quatro produtos de origem animal acompanhados pela pesquisa no estado tiveram aumentos quantitativos entre 2021 e 2022; e as produções de leite e ovos de galinha bateram novos recordes.

Com isso, o valor total da produção animal na Bahia avançou de forma significativa entre 2021 e 2022, de R$ 2,7 bilhões para R$ 3,2 bilhões, um crescimento de 17%, ou mais R$ 466,2 milhões em um ano. O montante gerado pelos produtos da pecuária baiana em 2022 foi o maior nos 28 anos de vigência do Real (desde 1994), com todos os quatro produtos tendo altas.

Por outro lado, o valor da aquicultura caiu na Bahia (-5,8%) em 2022, após três anos seguidos de resultados positivos, indo a R$ 183,4 milhões.

Dentre os efetivos da pecuária, um dos principais destaques positivos foi para os bovinos. Entre 2021 e 2022, o plantel desses animais na Bahia aumentou de 11,8 milhões para 12,5 milhões (+6,6%), o que representou mais 771,1 mil cabeças.

Foi o 6º maior crescimento do país em números absolutos e fez com que o efetivo baiano de bovinos quebrasse o recorde anterior, que vigorava desde 1992, atingindo, em 2022, seu maior patamar nos 48 anos da PPM, que começou em 1974.

O aumento no número de bovinos em 2022 foi o segundo consecutivo no estado. Com o resultado positivo, a Bahia manteve o 7º maior efetivo do país, respondendo por 5,3% do total nacional, que foi de 234,4 milhões de cabeças (+4,3% frente a 2021).

Tanto em 2021, quanto em 2022, Itamaraju (187,8 mil animais), Itanhém (168,0 mil) e Itarantim (164,5 mil) foram as cidades com os maiores rebanhos bovinos da Bahia. De um ano para o outro, Santa Rita de Cássia teve o maior aumento no número de bovinos no estado, 15,5%, de 128,8 mil para 148,7 mil cabeças. A cidade passou do 9º para o 4º maior plantel de bovinos da Bahia, no ano passado. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 16 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/