Geraldo Júnior participa, em Brasília, do lançamento do Programa Imóvel da Gente

PolíticaHabitação

Geraldo Júnior participa, em Brasília, do lançamento do Programa Imóvel da Gente

Governador em exercício esteve ao lado do presidente Lula 

Crédito: Ricardo Stuckert/PR

O governador da Bahia em exercício, Geraldo Júnior, esteve, nesta segunda-feira (26), no Palácio do Planalto, ao lado do presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e dos ministros da Casa Civil, Rui Costa, e da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos do Brasil (MGI), Esther Dweck, para o lançamento do programa Imóvel da Gente. A cerimônia destacou as entregas de atos relacionados aos municípios baianos de Amargosa e Vitória da Conquista.

Sob coordenação da Secretaria do Patrimônio da União (SPU/MGI), o programa Imóvel da Gente visa à destinação estratégica de imóveis da União para políticas públicas prioritárias, com ênfase na função social e ambiental. O evento reforçou o compromisso dos governos em promover soluções inovadoras para os desafios habitacionais, impactando positivamente a vida de milhares de brasileiros.

Haverá a cessão gratuita de um imóvel para o Estado em Vitória da Conquista e em Amargosa, para a construção de uma escola, ampliando o atendimento à comunidade escolar. Na cidade do sudoeste, será feito um Acordo de Cooperação Técnica com o Estado da Bahia para o antigo aeroporto da cidade. A proposta é de um empreendimento de múltiplos usos para o imóvel, visando o desenvolvimento estratégico da região.

Geraldo Júnior enfatizou que este momento representa a materialização do pacto federativo e do diálogo federativo social, promovendo uma transformação significativa na vida das pessoas e conferindo um propósito vital às áreas sob gestão da União. "Este ato simboliza o investimento concreto em políticas públicas, exemplificado pelo cenário que vivenciamos em Amargosa, onde se efetiva a construção de uma escola pública em tempo integral", afirmou o governador em exercício.

Foco no Programa Minha Casa, Minha Vida e setores estratégicos

O programa visa destinar imobiliário público ao programa Minha Casa, Minha Vida (MCMV) e a áreas como educação, saúde, assistência social, segurança alimentar, cultura e esporte. Com quatro linhas prioritárias, o Imóvel da Gente busca provisão habitacional; regularização fundiária e urbanização; políticas públicas e programas estratégicos (incluindo o Novo PAC); e empreendimentos de múltiplos usos em grandes áreas.

Participam do programa: áreas urbanas vazias, prédios vazios e ocupados por movimentos sociais, conjuntos habitacionais com famílias não tituladas, núcleos urbanos informais com infraestrutura, e núcleos urbanos informais sem infraestrutura.

A ministra da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos, Esther Dweck, lembrou que o programa atende a um pedido do presidente Lula, que busca a transformação de imóveis públicos em moradias para a população mais carente. O objetivo é substituir o antigo modelo, gerando empregos, moradias e promovendo o desenvolvimento urbano de cada cidade.

"A lógica do programa é substituir aquele modelo antigo de somente fazer caixa", explicou Rui Costa. O ministro da Casa Civil contou, ainda, que a ideia é que os imóveis gerem empregos, moradias e ofereçam espaço a escolas, unidades de saúde e outros equipamentos urbanos. "Eles vão ajudar no desenvolvimento urbano de cada cidade". 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 19 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/