Sesab e Senai Cimatec firmam parceria inovadora na área de reabilitação

Saúde e Bem EstarSaiba mais

Sesab e Senai Cimatec firmam parceria inovadora na área de reabilitação

Investimento estimado é de R$ 36,3 milhões

Crédito: Divulgação/Sesab

Em um passo significativo para o avanço tecnológico na área da saúde, o Governo do Estado da Bahia, através da Secretaria da Saúde (Sesab), uniu forças com o Senai Cimatec para impulsionar o desenvolvimento de tecnologias destinadas à reabilitação de pacientes atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). 

Com o investimento estimado em R$ 36,3 milhões, o protocolo de intenções foi assinado nesta quinta-feira (14), durante o Seminário de Neurorreabilitação e Reabilitação Robótica, que acontece na sede do Senai Cimatec, em Salvador, e conta com a presença de especialistas nacionais e internacionais na vanguarda da tecnologia assistida.

O subsecretário da Saúde do Estado, Paulo Barbosa, explica que este protocolo de intenções é apenas o início de uma jornada promissora para a reabilitação na Bahia, alinhando o estado com as diretrizes nacionais e internacionais mais avançadas no campo da saúde e tecnologia. "É um esforço colaborativo para integrar soluções terapêuticas personalizadas com as mais recentes tecnologias digitais, visando uma reabilitação mais eficaz e adaptada às necessidades individuais dos pacientes. E isso tudo, no SUS, tendo como referência o Centro Estadual de Prevenção e Reabilitação da Pessoa com Deficiência (Cepred)", afirma o subsecretário.

Com formação em engenharia mecatrônica e medicina, o coordenador do Programa de Reabilitação Personalizada com Tecnologia Avançada 5.0 (ReaPTA 5.0) do Senai Cimatec, Daniel Almeida Filho, detalha que o cronograma inicial abrange quatro projetos, com duração de 42 meses, e propõe reduzir a defasagem tecnológica no que tange a reabilitação física. "Vamos dotar o Cepred com o que há de mais avançado em termos de diagnóstico e reabilitação, incluindo a utilização de robótica e neurofisiologia. Além disso, o programa explora áreas emergentes como telerreabilitação, realidade virtual e neuroergonomia cognitiva, entre outras", destaca o coordenador.

Para a diretora do Cepred, Normélia Quinto, carinhosamente chamada de Pingo, "esse é um programa que traz benefícios tangíveis para os pacientes do SUS e posiciona a Bahia como um referencial em inovação e cuidado com a saúde. É preciso compreender que a saúde da Pessoa com Deficiência exige cada vez mais investimentos em inovação, ciência e tecnologia, de forma a promover decisões mais precisas, eficazes e acertadas", ressalta a diretora.

Atualmente o Cepred atende 58.531 pacientes e prevê investir R$ 24 milhões na aquisição de Órteses, Próteses e Materiais Especiais (OPME) somente este ano

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 23 Mai 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/