Liderança feminina no combate à emergência no Rio Grande do Sul

Saúde e Bem EstarEquipe majoritariamente feminina

Liderança feminina no combate à emergência no Rio Grande do Sul

Mulheres comandam planejamento, saúde mental e análise de dados na resposta à crise 

Crédito: Reprodução - MS

No Comitê de Operações Emergenciais (COE) para o Rio Grande do Sul, as mulheres ocupam a maioria das posições de liderança, dirigindo áreas como planejamento, saúde mental, previsão meteorológica e análise de dados. Desde 5 de maio, mais de 20 mulheres já passaram pelos cargos de liderança do COE, demonstrando a capacidade e a resiliência feminina. A ministra da Saúde, Nísia Trindade, lidera a operação em resposta ao desastre que afetou a maior parte do estado.

A superintendente estadual do Ministério da Saúde no Rio Grande do Sul, Maria Celeste de Souza da Silva, destaca-se por sua participação ativa na gestão do COE. Moradora de Porto Alegre, Celeste entende profundamente os impactos das enchentes na rotina local e participa de reuniões com governos para alinhar as ações de resposta. Ela acredita que a perspectiva feminina traz uma abordagem mais inclusiva e competente na gestão de crises.

Cristilene Delfino, geógrafa responsável pela previsão do tempo no COE, sublinha a importância de dados precisos para o deslocamento das equipes de saúde e planejamento de ações. Com vasta experiência no Programa Nacional de Vigilância em Saúde dos Riscos Associados aos Desastres (Vigidesastres), ela reforça que cada emergência exige respostas personalizadas, e seu trabalho é essencial para a saúde pública e o bem-estar da população.

Débora Noal, psicóloga e consultora do Ministério da Saúde, gerencia os planos de saúde mental para os trabalhadores da Força Nacional do SUS e para a população afetada. Ela destaca que o pensamento multifacetado das mulheres, que combina técnica e afeto, é crucial na resposta a desastres. Essa abordagem diversa e inclusiva, liderada por um time majoritariamente feminino, reforça a eficácia das operações emergenciais no Rio Grande do Sul. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 16 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/