Mais de 1.500 armas e 35 líderes de facções foram localizados pela polícia no 1º trimestre em Salvador

SegurançaViolência

Mais de 1.500 armas e 35 líderes de facções foram localizados pela polícia no 1º trimestre em Salvador

O secretário da Segurança Pública, Marcelo Werner, disse que contou com o trabalho conjunto de policiais militares, civis e peritos criminais.

Foto: Feijão Almeida/GOVBA

A Secretaria de Segurança Pública do Estado (SSP-BA) divulgou, na manhã desta terça-feira (23), um balanço de ações realizadas nos bairros de Periperi, Vila Verde e Lobato, em Salvador, que resultou na apreensão de um fuzil, uma espingarda, pistolas, granadas e coletes balísticos utilizados por facções criminosas na capital baiana.


De acordo com os dados apresentados, no último trimestre, 35 líderes de facções criminosas foram localizados, sendo dez deles do Baralho do Crime – lista que associa o nível de periculosidade de um criminoso a uma carta de baralho

O secretário da Segurança Pública, Marcelo Werner, disse que contou com o trabalho conjunto de policiais militares, civis e peritos criminais para o resultado apresentado. "As forças de segurança, com todo o seu aparato e ações de inteligência, fizeram e farão sempre frente para que as facções não queiram subjugar o Estado e não possam violentar a grande população de bem, que é a maioria, e fica refém das ações bárbaras desses criminosos. Nós não descansaremos enquanto tivermos forças para fazer todo o enfrentamento necessário", garantiu o titular da pasta.

Em Periperi, graças ao trabalho de combate às facções, foram capturados cinco criminosos e um adolescente. Armas como fuzil, espingarda, pistolas e granada também foram apreendidas, junto com 79 carregadores, 218 munições e dois coletes balísticos.

Na Vila Verde, região de Mussurunga, foi encontrada uma submetralhadora e drogas, enquanto, no Lobato, um criminoso que já integrava o Baralho do Crime foi localizado. No Lobato ainda foi apreendido um carregador, uma pistola e munições. Uma pessoa foi presa em flagrante.

Para Paulo Coutinho, comandante-geral da Polícia Militar da Bahia (PMBA), a mensagem das forças de segurança é clara: "aqui não é o lugar para o crime prosperar. Eles [os criminosos] têm que desistir porque, efetivamente, as forças de segurança estão unidas, de maneira harmônica, para fazer frente e defender a sociedade baiana".

Balanço do primeiro trimestre

De acordo com a SSP-BA, foram contabilizadas, nos três primeiros meses do ano, 4.672 prisões e, dessas, 35 delas de líderes de facções criminosas. Os números correspondem a 6% a mais de pessoas presas na comparação com o mesmo período do ano passado. Em relação a armas apreendidas, o total corresponde a 17% a mais. Ao todo, foram 1.502 armas – 19 delas fuzis.

A delegada-geral da Polícia Civil, Heloísa Brito, compartilhou que algumas pessoas foragidas do Baralho do Crime foram localizadas no Rio de Janeiro, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Sergipe. A captura aconteceu em conjunto com a Polícia Civil dos estados.

"Com as organizações criminosas que vêm do sudeste e a troca de informações, precisamos entender quem está aqui. Então, compartilhamos informações, porque, aí, ficamos com um banco de dados em que indivíduos com mandados de prisão em aberto são monitorados em outros estados – é como se a gente, na realidade, aumentasse em 27 as nossas atribuições de polícia judiciária. Todo mundo trabalha nas investigações, já que o mandado de prisão pode ser cumprido por qualquer policial, independente do seu estado de origem", detalhou a delegada.

Micareta de Feira de Santana

Durante os quatro dias da Micareta de Feira e nos dias de pré-micareta, não foi registrado nenhum crime contra a vida, segundo divulgado pela SSP-BA. Três pessoas foragidas da Justiça foram localizadas pelo Sistema de Reconhecimento Facial – um por homicídio e dois por não pagamento de pensão alimentícia –, e 373 objetos perfurocortantes foram retidos pelas equipes policiais.

Com uma estimativa de 700 mil pessoas que curtiram o evento nos quatro dias de folia, a pasta registrou, também, uma queda de 34% do número de roubos e furtos. Já as lesões corporais graves apresentaram diminuição de 100%.

Repórter: Milena Fahel/GOVBA
 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 22 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/