Babalorixá é encontrado morto com marcas de tiros na Bahia

SegurançaCrime

Babalorixá é encontrado morto com marcas de tiros na Bahia

Conhecido como Taosilé, era responsável pelo terreiro Ilê Axé Omó Odé Bualegi

Crédito: Reprodução

O babalorixá Ademário Costa, de 56 anos, foi encontrado morto, com marcas de tiros, na sexta-feira (5), em Candeias, cidade da Região Metropolitana de Salvador. A informação é de familiares da vítima, também conhecida como Taosilé, e foi confirmada pelas polícias Civil e Militar.

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que a vítima foi achada em um local conhecido como Estrada da Embasa.

Já a PM, informou que equipes da 10ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Candeias) foram acionadas para averiguar uma ocorrência envolvendo disparo de arma de fogo na rua Marechal Rondon, no bairro Passagem dos Teixeiras. Ao chegarem, os agentes constataram o fato, mas a vítima já estava sem sinais vitais. O local foi isolado até a chegada da perícia. A autoria e a motivação são desconhecidas. A 20º delegacia de Candeias investiga o crime.

De acordo com famíliares do babalorixá, responsável pelo terreiro Ilê Axé Omó Odé Bualegi, que fica no bairro Jardim das Margaridas, em Salvador, a vítima teria recebido uma ligação na última quinta-feira (4), saiu de casa e não retornou.

No dia seguinte, sexta-feira (5), o carro de Ademário Costa foi encontrado com ajuda do GPS, em uma localidade chamada de "Pisca-Pisca", que fica em um trecho da BA-528, conhecida como Estrada do Derba. O veículo foi queimado. Horas depois, o corpo do babalorixá foi encontrado em Candeias.

Ainda segundo familiares, Ademário morava sozinho no terreiro e era uma pessoa muito querida pela comunidade, familiares e amigos. Eles disseram que não sabem o que poderia ter motivado o crime.

Após a morte de Ademário, o corpo dele foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) de Salvador. Familiares e filhos de santo foram ao instituto.

Leonel Monteiro, presidente da Associação Brasileira de Preservação da Cultura Afro-Ameríndia, informou que recebeu a informação da morte do babalorixá na manhã deste sábado (6). Ele ressaltou que Ademário era uma pessoa muito querida no meio e destacou que o terreiro dele foi um dos primeiros a serem inscritos na associação.

Também neste sábado (6), o perfil do Instagram do terreiro postou uma nota de pesar. Segundo familiares, o corpo de Ademário será velado no terreiro Ilê Axé Omó Odé Bualegi e o enterro está previsto para a manhã de domingo (7), no cemitério memorial Vale da Saudade, em Candeias.

Com informações do g1 BA.

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 13 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/