Homem é suspeito de estuprar sobrinha da companheira; mãe pede justiça

SegurançaFeira de Santana

Homem é suspeito de estuprar sobrinha da companheira; mãe pede justiça

Tia da vítima filmava ações do homem

Crédito: Imagem de vídeo
Um homem, de prenome Silvio, é acusado de estuprar uma jovem de 19 anos, no distrito de Humildes, em Feira de Santana, localizado. A tia da vítima, que é companheira dele, registrava os abusos, que ocorriam dentro da casa do casal. Na manhã desta terça-feira (24), segundo reportagem da Aratu On, os moradores cobraram providências às autoridades.

Em dois vídeos, vazados no distrito de Humildes, onde o crime acontecia, o homem é visto sem roupas, em cima da garota. Ela grita para que ele pare, e protege suas partes íntimas com as mãos. O acusado tampa sua boca, pressiona suas pernas e tenta encostar seu pênis na região genital da vítima. Em determinado momento, a tia comenta. "Ela vai gostar, viu, Silvio", ironiza.

Em outro registro, a jovem é flagrada com as roupas rasgadas, enquanto corre em direção à garagem da casa. A tia filma e ri da situação.

"Eu falei com a Policia hoje, se eu encontrar com a tia, ela vai apanhar. Deus livre ela de encontrar comigo aqui na rua.", afirmou uma moradora de Humildes, que não quis se identificar. Segundo informações, o marido e a tia da vítima fugiram de casa na noite de terça-feira (23), temendo sofrer um linchamento.

Mãe da vítima pede justiça

Lucivania Lima, mãe da jovem de 19 anos, afirmou que não sabia das agressões sofridas por sua filha. "Eu não sabia dessa situação. Eu vi através dos meios de comunicação, e não sabia de nada disso até o momento. Justiça seja feita! Ela vai fazer o exame (corpo e delito) e vai acontecer o que tiver de acontecer", reafirmou a mãe, que compareceu a Delegacia Especializada ao Atendimento a Mulher (DEAM). O crime já pode ser configurado como estupro, pois, segundo a lei, este não acontece apenas quando há relação carnal (penetração), mas sim, em qualquer violência de cunho sexual.

Um homem que se identificou como Carlos, padrasto da vítima, explica que a garota desde muito nova foi criada na casa da tia, onde tinha a companhia da avó. "Estamos muito abalados, não temos condição nem de trabalhar", lamentou.

O casal acusado de cometer os estupros está foragido. Segundo as autoridades, buscas estão sendo feitas na região para encontrar os envolvidos. 

Com informações do site Aratu On.

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 30 Janeiro 2023

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/