Hospital é condenado por vazar informação sobre gravidez da atriz Klara Castanho

TV e FamososKlara Castanho

Hospital é condenado por vazar informação sobre gravidez da atriz Klara Castanho

Em 2022, foi revelado que a atriz teve um filho após um estupro e o colocou para a adoção 

Crédito: Divulgação

A atriz Klara Castanho venceu na Justiça a ação que movia contra o Hospital e Maternidade Brasil, administrado pela Rede D'Or. A unidade de saúde terá que pagar uma indenização de R$ 200 mil a artista por vazar, em 2022, a informação de que a global teria tido um filho após um estupro e colocado para a adoção.

Na decisão, o desembargador Alberto Gentil de Almeida Pedroso entendeu que houve clara violação de sigilo profissional, uma vez que o hospital forneceu a terceiros informações médico-hospitalares relacionadas à privacidade e intimidade da atriz. O processo corre em segredo de Justiça.

Na época, Klara Castanho revelou ter sido abordada por uma enfermeira disposta a passar informações sobre o caso para um jornalista. A atriz chegou a se pronunciar nas redes sociais após o vazamento do caso.

Em uma carta aberta no Instagram, ela contou que optou pela "entrega consciente" após "reconhecer sua capacidade de exercer o cuidado de [de ser pai/e mãe]". 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 20 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/