Ponto e Vírgula 20/10/2021

Ponto e Vírgula 20/10/2021

Sobe - Obra de artista feirense Kbça que ficará em exposição até véspera do Natal no Paço Municipal.

Desce - O Governo Federal por atrasos no acompanhamento na estrutura da contratação de pessoal para realizar o censo.

Veto

Ontem (19), o prefeito Colbert Martins vetou em sua totalidade o Projeto de Lei nº 42/2021, de autoria do Edil Josse Paulo, que "Assegura ao consumidor o direito à proteção e prevenção de danos materiais nos estacionamentos de shopping centers, e dá outras providências". Visto que tal Projeto de Lei fere o art. 22, inciso I, da Constituição Federal de 1988, revestindo-se de inconstitucionalidade formal por invasão de competência privativa da União para legislar sobre direito civil.

Castração

O convênio da Prefeitura Municipal de Feira para castração de animais no valor de 527 mil tem como objetivo castrar 3 mil animais pelo período de 1 ano. O que representa pouco mais de 44 mil reais mensais, a um custo de 180 reais. Para se ter ideia, a castração de um cão em uma clínica particular gira em torno de 500 reais. A intenção, se presume, é evitar a proliferação dos animais de rua, que pela falta de cuidados terminam contraindo doenças, que acabam afetando o humano, com o calazar.

Big Brother

Alegando que as câmeras de segurança anunciadas pela Prefeitura de Feira de Santana serão usadas como indústria de multas no município, o vereador Pedro Cícero (Cidadania) convocou a todos os feirenses para uma manifestação na frente do Paço Municipal, na próxima quinta-feira (21), às 14 horas. "Teremos um 'Big Brother' na cidade. As câmeras deveriam estar sendo usadas para reforçar a segurança do cidadão e não para transformar em uma máquina de dinheiro. O nobre vereador atrapalhou tudo. "Indústria de multas" é um termo usado para algum órgão de trânsito, que em algum momento incentive que seus prepostos lavrem multas inexistentes para inflar a arrecadação, em prejuízo do cidadão. Tá explicado!

Condomínios

Representante da Associação Brasileira de Síndicos e Condomínios, em Feira de Santana, a advogada Flávia Carvalho, faz um apelo aos vereadores para que tenham um "olhar atencioso" para este segmento no município. Em pronunciamento na Tribuna Livre da Câmara, ontem (19), ela disse que é preciso o Legislativo atentar para o planejamento urbano. Segundo ela, locais como os bairros Papagaio e Sim e a avenida Artêmia Pires, que formam aglomerados populacionais, enfrentam demandas de limpeza, saúde, transporte, iluminação pública, recapeamento de asfalto e outros problemas de acessibilidade.

Tribuna livre

Definitivamente se perdeu o rumo do que é o uso da Tribuna Livre. Ontem (19), esse precioso tempo foi disponibilizado para a dona ou representante de uma administradora de condomínios, para tratar da importância dos síndicos, uma coisa tão elementar e sem um fato relevante que enseje a necessidade de defender os síndicos, que fica mais parecendo uma propaganda de uma empresa no local público. O que salvou a palestra é que ela merecidamente, por longo tempo, como contrapartida elogiou a Câmara.

Caiu

A Bolsa de Valores brasileira abriu em queda e o dólar avançava na manhã de terça-feira (19). O mercado temia que as discussões em Brasília sobre o novo programa de distribuição de renda do governo federal resultassem em um aumento de gastos acima do teto. Índice de referência da Bolsa, o Ibovespa caía 2,02% às 10h43, enquanto o dólar subia 0,77%, a R$ 5,5630, mas já tendo alcançado máxima de R$ 5,5740. Até as 17h20 de ontem, a queda registrada era de 3,666.

Cidade eficiente

A Capital do Oeste é a primeira colocada na etapa estadual do Prêmio Band Cidades Excelentes, no pilar Eficiência Fiscal e Transparência, na categoria cidades acima de 100 mil habitantes. Barreiras vence a premiação, tendo a capital Salvador e o município de Camaçari como segundo e terceiro colocados respectivamente. A iniciativa é advinda da parceria do Grupo Bandeirantes com o Instituto Áquila e é direcionado a todas as cidades do país.

Faltou coragem

Para o senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da COVID-19, instaurada no Senado Federal, não blindou ninguém. Ele avalia, contudo, que faltou coragem dos parlamentares para a convocação de três personagens que ele classifica como "essenciais na tragédia brasileira". No caso, o Ministro da Defesa e ex-Ministro da Casa Civil, General Walter Braga Netto; o Ministro-Chefe da Secretaria-Geral da Presidência da República, General Luiz Eduardo Ramos; além do Ministro da Economia, Paulo Guedes. 

Veja também:

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 07 Dezembro 2021

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/