Ponto e Vírgula 24/01/2022

Ponto e Vírgula 24/01/2022

Sobe - As jovens baianas Maria Eduarda, Grazyela Alves, Yasmim Pires e Jennifer Guimarães, por desenvolverem produto natural para combater a proliferação de mosquitos da dengue.

Desce - O ex-Governo Bolsonaro, por falta de proteção aos indígenas do Brasil.

Posse

Os deputados estaduais eleitos para a Assembleia Legislativa da Bahia tomarão posse dos seus cargos no dia 1º de fevereiro às 14h30. A assessoria de comunicação da Alba confirmou a informação. No dia 3 de fevereiro, o governador Jerônimo Rodrigues (PT) irá à Assembleia para ler a mensagem do Executivo em reabertura dos trabalhos. A data foi combinada entre Jerônimo e Adolfo Menezes, mas o horário ainda não foi definido.

DP-BA

A lista tríplice para o cargo de chefe da Defensoria Pública da Bahia (DP-BA) será definida nesta sexta-feira (27), das 9h às 18h. Os três nomes mais votados serão enviados para escolha do governador Jerônimo Rodrigues. Concorrerão os defensores Bruno Moura, Camila Canário, Firmiane Venâncio, Lucas Melo e Mônica Soares. O escolhido sucederá o atual defensor Rafson Ximenes. A eleição da lista tríplice é organizada pela Associação dos Defensores Públicos da Bahia (Adep-BA).

Prorrogou

O Ministério da Justiça e Segurança Pública prorrogou o uso da Força Nacional por mais 15 dias em Brasília. A decisão foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) de ontem (23), mas a medida começou a valer na sexta-feira (20). A portaria foi assinada pelo ministro da Justiça e Segurança Pública, Flávio Dino, e estabelece que os integrantes da força continuarão escalados na área central de Brasília até 4 de fevereiro.

100 dias

O ministro da Casa Civil, Rui Costa, tem recebido diariamente ministros do governo para falar do plano dos 100 dias. A informação é da coluna Radar, da revista Veja. Segundo a publicação, as reuniões, no entanto, não constam na agenda oficial da Casa Civil - até sexta, por exemplo, os compromissos divulgados remetiam ao dia 16, mas estão ocorrendo, segundo relatos de auxiliares de Lula que já passaram por lá.

Minuta de golpe

O presidente do TSE e ministro do STF, Alexandre de Moraes, determinou ontem (23), que a Polícia Federal (PF) encaminhe à Corte eleitoral uma cópia da "minuta do golpe" apreendida na casa do ex-ministro da Justiça Anderson Torres. "Determino à Polícia Federal (PF) que remeta ao Tribunal Superior Eleitoral, no prazo de 24 horas, cópia da minuta de decreto de Estado de Defesa, apreendida na residência de Anderson Gustavo Torres, em cumprimento de decisão por mim proferida nos autos do Inq. 4.879/DF, para regular instrução da AIJE", determinou.

PP

Bolsonaristas de primeiro mandato do PP foram enquadrados por deputados do partido sobre qual é o jeito certo de fazer oposição ao governo Lula na Câmara. Segundo a coluna de Guilherme Amado, os parlamentares avisaram que eles terão de votar com o PT em pautas prioritárias e de interesse nacional, como a reforma tributária. Ainda de acordo com a publicação, o recado chegou para Palumbo e Da Cunha, dois ex-delegados bolsonaristas eleitos pelo PP de São Paulo. Segundo o alerta dos pepistas, bater de forma incessante no governo pode prejudicar o exercício dos mandatos e isolar os parlamentares na Câmara.

FUNAI

A futura presidente da Funai (Fundação Nacional dos Povos Indígenas), Joenia Wapichana (Rede), reafirmou que o orçamento previsto é "insuficiente" para a instituição realizar suas tarefas. A proposta para 2023, apresentada ainda pelo governo Jair Bolsonaro (PL), é de R$ 600 milhões. Às vésperas de assumir o órgão, a deputada disse que precisará de ajuda para combater o garimpo ilegal, em especial na região da Amazônia. Segundo ela, será necessário "buscar operações parcerias" com outras instituições e a iniciativa privada.

O veto

O ministro da Casa Civil, Rui Costa vetou o nome de Bruno Eustáquio para secretaria-executiva do Ministério de Minas e Energia (MME), conforme confirmaram fontes próximas ao governo, sob condição do anonimato. A rejeição vem dias após o ministro da pasta, Alexandre Silveira (PSD), negar publicamente qualquer resistência do Planalto ao nome. A decisão de barrar a indicação partiu do próprio ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa (PT), e de sua secretária-executiva, Miriam Belchior (PT), levando em conta que as resistências vinham dificultando a formação do segundo escalão do MME. 

Veja também:

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 30 Janeiro 2023

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/