Alexandre Moraes proíbe porte de arma no Distrito Federal até 2 de janeiro

BrasilMinistro do STF

Alexandre Moraes proíbe porte de arma no Distrito Federal até 2 de janeiro

A decisão vale a partir das 18 horas desta quarta-feira, 28 

Crédito: Divulgação

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes proibiu o porte de armas em todo o território do Distrito Federal até o dia 2 de janeiro. A decisão vale a partir das 18 horas desta quarta-feira (28).

A deliberação atende a um pedido formulado na terça-feira (27), pelo delegado Andrei Passos Rodrigues, coordenador da segurança do presidente diplomado da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e futuro diretor-geral da Polícia Federal.

O fundamento jurídico do pedido foram os recentes casos de George Washington Oliveira de Sousa, acusado de deixar um explosivo próximo ao aeroporto de Brasília no sábado, 24, e de José Acácio Serere Xavante, líder indígena preso em 12 de dezembro.

Ambos são manifestantes bolsonaristas contrários à eleição de Lula.

Moraes também determinou que, durante o tempo da vigência da decisão, o porte de arma de fogo e munições, ainda que se tenham as licenças legais, será equiparado ao crime de porte ilegal, passível de prisão em flagrante.

O ministro do STF exclui da decisão membros da Forças Armadas, do Sistema Único de Segurança Pública, das Polícias Legislativa e Judicial, de empresas de segurança privada e de transporte de valores. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 05 Março 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/