MPT abre apuração contra Michelle Bolsonaro e pastor por assédio

BrasilMPT

MPT abre apuração contra Michelle Bolsonaro e pastor por assédio

O MPT vai apurar se Michelle destratava os servidores da Presidência

Crédito: Divulgação

A ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro e o pastor Francisco Castelo Branco teriam cometido assédio moral contra funcionários do Alvorada

O Ministério Público do Trabalho (MPT) no Distrito Federal investiga se a ex-primeira-dama Michelle Bolsonaro e o pastor Francisco de Assis Castelo Branco, que administrava o Palácio da Alvorada no governo Bolsonaro submetiam os trabalhadores a situações 'humilhantes e constrangedoras' na residência oficial.

Além de ouvir testemunhas, vítimas e acusados, segundo o Metrópoles, o MPT vai apurar se Michelle destratava os servidores da Presidência escalados para auxiliá-la. O pastor Castelo Branco, uma espécie de "síndico" do Palácio da Alvorada, por sua vez, é acusado de assediar funcionários e fazer ameaças frequentes de demissão ao grupo. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 26 Fevereiro 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/