Baiano Ulisses Castro lança novo álbum "Cabeça de Nêgo"

Cultura e EventosMúsica

Baiano Ulisses Castro lança novo álbum "Cabeça de Nêgo"

Álbum inédito tem 10 faixas

Crédito: Jonas Santos

"Cabeça de Nêgo" é religiosidade, ecologia e ancestralidade. É a partir desses eixos que o cantor e compositor baiano Ulisses Castro imprime suas referências em um álbum inédito com 10 faixas, algumas delas regravações. Este é o seu primeiro trabalho fonográfico digital, que conta ainda com produção musical, mixagem e masterização de Sebástian Notini e participações de Mateus Aleluia Filho, Kiko Souza, Iuri Passos, Adriano Azevedo e Claudio Badega. 

O álbum, lançado em 2021 através do programa Aldir Blanc, possui uma formação minimalista, sonoridade acústica, camerística, com nuances orquestrais. Em cada faixa, uma canção diferente nas suas concepções rítmicas composicionais, o que o torna eclético, porém, seguindo uma linha que dá unidade ao tripé que sustenta todo o trabalho.

"Também tem muito de mim no que diz respeito a cultura e religiosidade", explica Ulisses. "Desde a minha chegada ao terreiro com o que já guardava como simpatizante das religiões de matriz africana, ao respeito sagrado aos elementos da natureza e a ancestralidade que, através da força da oralidade, fez abrir a fenda de luz da minha consciência negra", completa.

A mensagem de Ulisses Castro já começa logo na capa do álbum, assinada pelo designer gráfico Lucas Ferraz, a partir do trabalho da artista Peth Burgos. "A capa do álbum já traduz muito do que quero dizer. É um posicionamento político e libertário, que na minha cabeça de nêgo, tocada pelas mãos sagradas de Mãe Stella de Oxóssi, clama por uma civilização mais humanizada, com respeito ao outro", destaca o cantor e compositor, que possui canções gravadas por artistas como Mariene de Castro, J. Velloso, Stella Maris, Lívia Milena, Carlos Barros e Ilê Aiyê.

Sobre Ulisses Castro

Ulisses Castro é nascido em Salvador e tem origem santamarense. Traz consigo as referências do maculelê, filarmônicas, fanfarras e charangas, e dos sons de atabaques do Bembé do Mercado, também conhecido como candomblé de rua, festividade que ocorre anualmente no dia 13 de maio na cidade de Santo Amaro, desde 1889, para celebrar a Abolição da Escravatura.

Fez o seu primeiro show na Festa de Nossa Senhora da Purificação, com um repertório na sua maioria formado por canções autorais. Se graduou no curso de composição e regência da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e já passou pela produção e arranjos de diversos trabalhos como o Sua Nota é um Show (Noite de Santo Amaro), dividindo o palco com artistas como Caetano Veloso, Maria Bethânia, Daniela Mercury e Margareth Menezes.

"Cabeça de Nêgo" tem apoio financeiro do Estado da Bahia através da Secretaria de Cultura e da Fundação Cultural do Estado da Bahia (Programa Aldir Blanc Bahia) via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

Veja também:

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 25 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/