Mais de 174 toneladas de material reciclável foram coletados durante Carnaval

CarnavalSaiba mais

Mais de 174 toneladas de material reciclável foram coletados durante Carnaval

EcoFolia Solidária contou com 10 centrais de coleta nas adjacências dos circuitos

Crédito: Mateus Pereira/GOVBA

Nada menos que 174,8 toneladas de material reciclável foram coletados pelos catadores e catadoras durante o Carnaval de Salvador, o que representa aproximadamente 17% a mais do resultado obtido em 2023 dentro do projeto EcoFolia Solidária, uma iniciativa do Governo da Bahia, sob coordenação da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) em parceria com em parceira com as Secretarias do Meio Ambiente (Sema), Desenvolvimento Rural (SDR) Assistência e Desenvolvimento Social (Seades) e de Políticas para as Mulheres (SPM).

O objetivo da ação é o de gerar inclusão e renda para os catadores, catadoras e fortalecer a inclusão das cooperativas na cadeia produtiva da reciclagem, ao mesmo tempo em que promove impacto positivo no meio ambiente. Foram 101,2 toneladas de alumínio e outras 73,5 toneladas de plástico/pet interceptados pelos catadores nas ruas. Essa quantidade de material reciclável gerou renda aproximada de R$ 580 mil, distribuídos entre os 2.437 catadores e catadoras atuantes na folia, conforme a produtividade individual.

Este ano, foram montadas 10 centrais de coleta nas adjacências dos circuitos Dodô, Osmar e Mestre Bimba, coordenadas por 16 cooperativas, para onde os catadores levavam o material reciclável catado. Após a pesagem, o catador recebia na hora, em dinheiro, pelo quilo do material catado. Agora, todo o material recolhido será armazenado pelas cooperativas que aguardarão o melhor momento para comercializá-lo com as indústrias que reaproveitam o plástico e o alumínio.

O investimento no projeto este ano foi de R$ 3,2 milhões, mais de 130% a mais que em 2023, que foi R$ 1.393 milhão.

O secretário da Setre, Davidson Magalhães comemorou o resultado da ação. "O principal projeto que fazemos [durante o Carnaval] é o EcoFolia Solidária. Foi um sucesso. O número de trabalhadores foi cerca de 32% a mais que no ano passado. Em 2023 eram 1840, esse ano foi 2.437 trabalhadores [catadores]. A tonelagem de materiais retirados do circuitos, nós saímos de 149 toneladas para 174 toneladas, um aumento de 17%, que é, então, uma coisa que está se consolidando cada vez mais o EcoFolia Solidária como grande instrumento de geração do Trabalho Decente e de acolhimento desta população vulnerável que são as catadoras e catadores".

Espaço de convivência prestou atendimento a 151 catadoras

Uma novidade deste ano foi o espaço exclusivo para as mulheres catadoras de material reciclável, Espaço EcoFolia Solidária, montado no Vale do Canela, onde foram atendidas ao longo dos dias da folia um total de 151 catadoras de material reciclável. No espaço, que funcionou diariamente das 5h às 11h, era ofertado café-da-manhã e banho (com sabonete e toalha descartáveis). Além disso, as mulheres relaxaram com o recebimento de massagem terapêutica e acupuntura, dentro da ação Cuidar de Quem Cuida, promovida pela SPM.

Para Tico, diretor da Coopeguary, o espaço foi "a cereja do bolo". Ele ressaltou a importância da atenção especial às mulheres catadoras: "São mães de família, que deixam as casas para estar no Carnaval de Salvador". O acesso aos serviços foi realizado por meio de fichas distribuídas entre as cooperativas parceiras e priorizou as mulheres que trabalham durante a madrugada.

Segundo estimativa de uma das cooperativas parceiras, a Cooperlix, formada somente por catadoras de material recicláveis, as mulheres representam cerca de 80% dos trabalhadores nas centrais de recolha, embora estejam em menor número catando material no circuito da folia.

Confira abaixo a coleta de material por cooperativas do projeto EcoFolia Solidária:

Total coleta seletiva carnaval 2024

174,8 toneladas de materiais recicláveis (alumínio e plástico)

Coletivo de cooperativas do Fórum Estadual Lixo e Cidadania (Cooperguary, Coocreja, Cooperbari, Crun, Cooperes, Canore, Caec, Camapet, Canarecicla, Cooperlix e Cooperbrava) - 6 centrais na Barra e Centro

65.567 kg alumínio

62.794 kg pet e plástico

Recicla Conquista - 1 central em Ondina

12.558 kg de alumínio

Catabahia - 1 central em Ondina

8.000 kg de alumínio

7.000 kg de plastico

CRG - 1 Central no Nordeste de Amaralina

7242,90 kg alumínio

3770,20 kg plástico

Recicla Bahia/Salvador - 1 Central no Campo Grande/São Jorge

7850 kg alumínio

Total: 174.782 kg ou aproximadamente 174,8 toneladas

EcoFolia Solidária

A iniciativa é coordenada pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) em parceria com a Sema, Desenvolvimento Rural (SDR) por meio da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social (Seades) e de Políticas para as Mulheres (SPM) e o Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema). 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 20 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/