Segunda edição do Makas Fight Combat terá 23 lutas e disputa de cinturão

Lutas e Artes marciaisFeira de Santana

Segunda edição do Makas Fight Combat terá 23 lutas e disputa de cinturão

Confrontos serão no Boxe, K1-Kickboxing e MMA 

Foto: Divulgação

No próximo sábado (10), a partir das 18 horas, será realizada na sede da Academia Águia Branca, a segunda edição do Makas Fight Combat. O centro de treinamento é localizado na rua São Domingos, nº 1195, bairro Parque Getúlio Vargas, em Feira de Santana

O evento contará com 23 duelos, disputa de cinco cinturões: um na categoria de Boxe, dois na categoria de K1-Kickboxing e dois na categoria MMA.

A segunda edição do Makas Fight Combat contará com a participação de atletas de Feira de Santana, Ipirá, Tanquinho, Salvador, Santaluz, Santa Bárbara, Itabuna, Santo Antônio de Jesus, Jaguarari, Jaguaquara e de Sergipe. Feira de Santana será representada pelas academias Team Makas, LIFE/MMA, Rooster Fight, Portugal Top Team e Strike Artes Marciais.

Boxe

Serão sete duelos de boxe. O card preliminar será aberto com a luta infantil de boxe entre os atletas Tayson Silva equipe Rooster Fight (Feira de Santana) e Rian Souza equipe Águia Boxe (Ipirá). Logo em seguida Sergio Thiago da equipe Rooster Fight e Erivan Silva da equipe Strike Arte Marcial. Já o lutador Robert Souza da equipe Boxe Renascer (Santa Bárbara) encara Deivid Santos e a equipe Lucas Boxe (Santaluz). Jonathas Aragão mede forças contra Ricardo Santos equipe Águia Boxe (Ipirá). Yuri BK da Team Makas contra Walas Hora equipe Fatality. O pugilista Otávio Sanfront da Team Makas tem pela frente o atleta Bruno Reis "Gladiador", da equipe Luva de Ferro. E fechando a categoria de boxe acontece a luta valendo cinturão na categoria peso pesado, entre Luis Carlos da equipe Rooster Fight e Natanael de Souza, da equipe NFT/CTSS de Sergipe.

K-1 KICKBOXING

No K-1 Kickboxing serão onze confrontos. No primeiro duelo, mais uma luta infantil, Luís Antônio da equipe Team Wskley da cidade de Miguel Calmon, encara Rafael Angelo atleta da equipe Team Harpia da cidade de Jaguaquara. Paulo Henrique da equipe da Strike Artes Marciais enfrenta Alberico Santos da equipe VIP Combate da cidade de Salvador. Já o lutador Samuel de Jesus da Team Makas encara Guilherme Alcides da Team Bandog de Salvador. Pedro Marcos da Strike Arte Marcial mede forças com Cristiano Sá Team Bandog. Diogo Oliveira da equipe Gajão Team da cidade de Muritiba, contra Rafael Couto da equipe Challenger (Santo Antônio de Jesus).

O lutador Helder Pereira da equipe Striker Arte Marcial (Feira de Santana) encara Aldair Silva da equipe Team Bandog (Salvador). No feminino a lutadora Cris Lima equipe LIFE/MMA mede forças com Eliza Silva da equipe Spartacus Fight. Letícia 'Trator' da equipe LIFE/MMA faz a luta pelo cinturão diante da atleta Kell Oliveira da equipe Harpia Team da cidade de Jaguaquara. O atleta Luan Cruz da cidade de Jaguarari, equipe Hulk Team, enfrenta Paulo Roberto da equipe Challenger. Baby Shark equipe Hulk Team, duela contra o lutador Edicarlos Oliveira da equipe Challenger. E na luta principal do K-1, valendo o cinturão da categoria até 100kg, Moises Santos atleta da equipe Spartacus Team encara Wesley Álec da equipe Portugal Top Team.

MMA

No MMA acontecem três lutas, sendo todas valendo cinturão. Na categoria MMA amador, o atleta Samuel de Jesus da equipe Strike Artes Marciais (Feira de Santana) enfrenta Anthony Santos da equipe Fenix Combat da cidade de Tanquinho. Na categoria profissional, acontecem duas lutas, Natanael Souza da equipe LIFE/MMA (Unidade Jaguarari) contra o atleta Marcos Abel equipe 48 Graus da cidade de Jorro. E para fechar o evento com chave de ouro, mais uma disputa de cinturão, desta vez na categoria até 61 kg, entre o atleta Salmy Silva da equipe sergipana CTSS e o atleta itabunense, Matheus de Oliveira equipe Pitbull.

Em entrevista a equipe do programa Geral Fight, o líder da Team Makas e coordenador do evento, Luiz Antônio Alves de Souza 'Makas', contou a respeito da realização da segunda edição do Makas Fight Combat e da importância do evento para o esporte de Feira de Santana e região. "Estamos na segunda edição do evento graças a Deus, isso prova que estamos no caminho certo e contribuindo para o crescimento e desenvolvimento das artes marciais em nosso município. Sabemos das dificuldades para realizar um evento como este, a começar pela falta de apoio financeiro, entre outros fatores, mas o amor pelo esporte e por acreditar que podemos fazer a diferença mesmo em meio a tantas adversidades estamos aqui firme e forte", finalizou. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 02 Fevereiro 2023

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/