CBF e FIFA iniciam treinamento de arbitragem feminina

EsportesCurso FIFA-RAP

CBF e FIFA iniciam treinamento de arbitragem feminina

Trinta e duas árbitras e assistentes participam da pré-temporada no Rio 

Crédito: Reprodução/CBF

A Comissão de Arbitragem da CBF inaugurou, na segunda-feira (5), a pré-temporada da arbitragem feminina com o início do Curso FIFA-RAP. Trinta e duas árbitras e assistentes deram início a uma jornada de formação e especialização no Centro de Excelência da Arbitragem Brasileira. A cerimônia de abertura, que contou com a presença da instrutora argentina Sabrina Lois da FIFA, destacou a importância do curso para o desenvolvimento contínuo da arbitragem feminina.

Nesta terça-feira (6), as participantes já colocaram em prática o aprendizado no campo do Clube da Aeronáutica, com a orientação da experiente instrutora argentina. O Curso FIFA-RAP é um projeto conjunto da Confederação Brasileira de Futebol e da FIFA, dedicado à capacitação e aprimoramento de árbitras e assistentes. Em sua segunda edição, o curso tornou-se uma peça fundamental no calendário esportivo brasileiro, consolidando o compromisso com o desenvolvimento da arbitragem feminina.

Regildênia Moura, integrante da Comissão de Arbitragem da CBF, expressou sua alegria pela continuidade do FIFA-RAP Feminino. Destacou a importância de integrar o curso ao calendário da Arbitragem Brasileira, permitindo um acompanhamento mais efetivo e o aprimoramento contínuo das árbitras. Moura ressaltou as oportunidades proporcionadas às mulheres na arbitragem, destacando a evolução e o protagonismo cada vez mais evidente no cenário esportivo.

A árbitra central Adeli Monteiro, participante pela segunda vez do FIFA-RAP Feminino, compartilhou sua experiência positiva e enfatizou a importância do curso abranger todas as áreas, desde as novatas até as mais experientes. Esta primeira turma de 2024, composta por 32 árbitras e assistentes, marca o início de um ano promissor para a arbitragem feminina, com outra turma prevista para o final do mês.

Regildênia Moura aproveitou a oportunidade para expressar sua gratidão ao presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, e ao presidente da Comissão de Arbitragem, Wilson Seneme, pelo investimento contínuo na arbitragem feminina, destacando o compromisso em contribuir para o desenvolvimento do esporte. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 15 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/