Pedido de abertura de inquérito do Botafogo é arquivado pelo STJD

EsportesFalta de consistência

Pedido de abertura de inquérito do Botafogo é arquivado pelo STJD

Relatório não encontra respaldo jurídico

Crédito: Reprodução/X @IrlanSimoes

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) arquivou, nesta quinta-feira, o pedido de abertura de inquérito do Botafogo que visava apurar supostas irregularidades no Campeonato Brasileiro. O presidente do STJD, José Perdiz de Jesus, fundamentou sua decisão destacando a falta de consistência nas razões apresentadas pelo clube.

"No despacho, Perdiz afirmou: 'Não vejo mínimas possibilidades jurídicas para abertura de inquérito, vez que as razões apresentadas são subjetivas e sem consistência, porque são interpretações unilaterais que não guardam pertinência com a realidade desportiva'", declarou.

O Botafogo havia encaminhado ao STJD um ofício solicitando providências sobre relatórios elaborados por uma empresa contratada pelo clube para analisar o comportamento da arbitragem. A empresa "Good Game!" foi responsável por produzir um documento que, segundo o clube, apontaria prejuízos em resultados de partidas do Brasileirão.

O relatório, encomendado pelo dono da SAF do Botafogo, John Textor, sugeria que o clube seria líder do campeonato se a arbitragem tivesse tomado decisões favoráveis em jogos específicos.

Na nota encaminhada ao STJD, o Botafogo não apenas solicitou a apuração dos fatos como também apresentou cinco sugestões para aprimorar a qualidade da arbitragem no Campeonato Brasileiro. Entre elas, a regulamentação da profissão de árbitro de futebol profissional, independência institucional entre as entidades reguladoras e organizadoras, acompanhamento técnico-científico das partidas, criação de ranking de árbitros e transparência na escalação para os jogos.

Antes da decisão do STJD, o Botafogo ameaçou recorrer à Justiça Comum para "apurar os fatos narrados e contribuir para a evolução do futebol brasileiro". No entanto, o arquivamento sumário por falta de elementos indispensáveis encerra, por ora, essa possibilidade. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 13 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/