Sócios do Vitória decidem futuro entre tradição e inovação

EsportesVotações decisivas

Sócios do Vitória decidem futuro entre tradição e inovação

Propostas polêmicas de site de acompanhantes geram debate e divisão na torcida rubro-negra

Crédito: Reprodução/EC Vitória

Até o próximo domingo, os sócios do Vitória se encontram diante de decisões cruciais que podem moldar o destino do clube entre a tradição e a inovação. Duas propostas oriundas de um site de acompanhantes estão em pauta, ambas com potencial para transformar a identidade do Rubro-Negro baiano.

Proposta 1: "Fatal Model Vitória" - A polêmica mudança de nome

Na primeira votação, os torcedores têm o poder de decidir se o Vitória pode se transformar em "Fatal Model Vitória" mediante um acordo financeiro de R$ 200 milhões. O debate sobre a preservação da tradição do clube contra as possíveis vantagens econômicas está acirrado, refletindo uma torcida dividida.

Proposta 2: venda de naming rights do Barradão por R$ 100 milhões

A segunda proposta envolve a comercialização dos naming rights do Barradão por R$ 100 milhões. Uma questão que transcende o nome do estádio, essa votação destaca a capacidade do Vitória em inovar no âmbito financeiro, enquanto alguns questionam os limites éticos dessa decisão.

Parcial de votos revela divisão de opiniões

O acesso à parcial de votos, revela que, até o momento, aproximadamente 15 mil dos 33 mil sócios-torcedores já se manifestaram. Os resultados indicam uma maioria contrária à mudança do nome do clube, com 73% dos votos contrários. Por outro lado, 87% dos votantes até agora aprovam a venda de naming rights do Barradão.

Vale ressaltar que as propostas não são cumulativas, o que significa que a aprovação de uma exclui a possibilidade da outra. Caso a mudança de nome seja aceita por R$ 200 milhões, a Fatal Model não investirá mais R$ 100 milhões nos naming rights do estádio.

Desafios e processos decisórios

Importante notar que alterar o nome do Vitória envolve um processo mais complexo, com debates no Conselho Deliberativo e votação em Assembleia Geral Extraordinária (AGE). Em contrapartida, a decisão sobre os naming rights é mais simplificada, dependendo exclusivamente da diretoria rubro-negra.

Presidente Fábio Mota na linha de frente

O presidente Fábio Mota lidera as propostas, trazendo para a mesa não apenas questões financeiras, mas também a busca por inovação em um cenário competitivo no futebol brasileiro. As votações prosseguem, e o destino do Vitória está nas mãos de seus sócios, que agora se veem diante de escolhas que transcendem as quatro linhas do campo. O que prevalecerá: a tradição ou a ousadia? A torcida aguarda ansiosa o desfecho dessa importante decisão.

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 13 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/