Como se proteger de golpes virtuais associados com conta de energia elétrica

MunicípiosFique esperto

Como se proteger de golpes virtuais associados com conta de energia elétrica

Conheça as principais estratégias

Crédito: Divulgação
A crescente oferta de serviços por canais digitais tem facilitado a vida de consumidores de diversos segmentos. No entanto, o uso da tecnologia que proporciona conforto e comodidade requer bastante atenção e cuidados constantes dos usuários.

A Coelba preparou uma série de dicas para ajudar os clientes a conhecerem e se protegerem de eventuais tentativas de golpes virtuais. Confira:

- A distribuidora não envia mensagens nas redes sociais solicitando informações pessoais e financeiras dos seus clientes.

- Caso desconfie de alguma mensagem, acesse diretamente o site ou entre em contato por meio dos canais de relacionamento.

- Nunca clique em um link ou abra um anexo em uma mensagem que solicite informações confidenciais ou pagamentos. Provavelmente é uma tentativa de phishing (uma forma de fraude na internet, onde um hacker tenta fingir ser uma pessoa ou organização legítima com intuito de roubar informações).

- Confira sempre os dados do perfil ou endereço de e-mail que enviou a mensagem, pois eles podem ser bastante similares ao original, mas sempre com modificações sutis, que podem identificar a fraude.

- A Coelba envia mensagens de SMS com caráter meramente informativo sobre serviços ou pendências comerciais. Desconfie desse tipo de mensagem acompanhada de link.

- Antes de concluir o pagamento de um boleto, confira se o nome da distribuidora está como destinatária do pagamento. Os golpistas podem alterar o código de barras, mas o nome do beneficiário, no caso de golpes, é de pessoa física.

- As distribuidoras não enviam mensagens proativas através do WhatsApp. Caso receba alguma solicitação das concessionárias através deste canal, desconfie. O WhatsApp da empresa possui um selo de verificação embaixo do nome salvo e o único número disponibilizado para o atendimento aos clientes é (71) 3370-6350.

Nunca abra qualquer conteúdo, seja ele um link ou um arquivo anexo em uma mensagem suspeita nas redes sociais ou e-mail. Uma boa dica é não usar as mesmas senhas para o seu banco e outros sites e sempre ficar atenta na hora de clicar em algum link recebido por qualquer meio de comunicação (e-mail ou rede social).

Para concluir, o cliente pode acessar o link a seguir para conferir as informações das empresas parceiras da distribuidora no processo de recuperação de crédito.
 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 04 Outubro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/