Comissão do Senado debate projeto que exige conteúdo feminista nas escolas

PolíticaFeminismo

Comissão do Senado debate projeto que exige conteúdo feminista nas escolas

O PL 557/2020 é um projeto de lei que torna obrigatória a inclusão de abordagens femininas

Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

A Comissão de Direitos Humanos (CDH) do Senado Federal aprovou, na última quarta-feira (19), uma iniciativa para incluir obrigatoriamente conteúdo feminista nos currículos escolares do ensino fundamental e médio.

Proposto pela deputada Tábata Amaral (PSB-SP), o projeto prevê alterações na Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, com o objetivo de romover um ensino com perspectiva que valorize as contribuições históricas, sociais, científicas, artísticas, culturais, econômicas e políticas das mulheres.

O texto agora segue para análise na Comissão de Educação antes de ser submetida ao plenário do Senado. Este movimento surge em meio a um contexto de debates intensos na sociedade, incluindo críticas ao projeto de equiparação do aborto após a 22ª semana a homicídio simples, que gerou controvérsias e teve sua análise temporariamente suspensa após ampla repercussão negativa.

O projeto também propõe a criação da "Semana de Valorização de Mulheres que Fizeram História", uma campanha nacional a ser celebrada anualmente na segunda semana de março em todas as escolas de educação básica do país. 

Fonte: metro1

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 22 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/