Ministro e governador do DF devem explicar medidas adotadas após atos em Brasília

PolíticaPrazo de 48 horas

Ministro e governador do DF devem explicar medidas adotadas após atos em Brasília

Um grupo queimou carros, ônibus e tentou invadir a sede da Polícia Federal 

Crédito: Lúcio Bernardo Jr/Agência Brasília

Após o senador Randolfe Rodrigues entrar com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo a apuração dos atos de violência em Brasília, na última segunda-feira (12), o ministro da Corte e presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Alexandre de Moraes, estabeleceu um prazo de 48 horas para que o ministro da Justiça, Anderson Torres, e o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), expliquem as medidas adotadas durante os atos de vandalismo.

Conforme o UOL, Moraes ressaltou que os fatos "ocorreram no contexto dos atos antidemocráticos" de pessoas insatisfeitas com o resultado da eleição, e que agiram com "violência e grave ameaça às pessoas". Ninguém foi preso na ocasião, mesmo após um grupo queimar carros, ônibus e tentar invadir a sede da Polícia Federal após a prisão de um líder indígena que apoia o presidente Jair Bolsonaro (PL).

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quinta, 18 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/