TSE mantém multa à campanha de Jair Bolsonaro por impulsionamento de vídeo contra Lula

PolíticaJustiça eleitoral

TSE mantém multa à campanha de Jair Bolsonaro por impulsionamento de vídeo contra Lula

Ministros rejeitaram recurso do PL que contestava cobrança de R$ 90 mil 

Crédito: Renato Pizzutto/Band

Os ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) rejeitaram recurso e decidiram, por unanimidade, manter a multa de R$ 90 mil imposta à campanha do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) por propaganda irregular contra o então candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições do ano passado. Segundo o G1, o caso envolve uma propaganda considerada irregular de Bolsonaro que associava Lula à legalização do aborto no Brasil.

Segundo a defesa do atual presidente, a campanha de Bolsonaro impulsionou um vídeo de 30 segundos na plataforma "YouTube" com conteúdo negativo contra o petista, o que é proibido pela legislação eleitoral. Em decisão individual de setembro do ano passado, a ministra Maria Cláudia Bucchianeri concluiu que houve irregularidades e condenou a campanha de Bolsonaro ao pagamento do valor. A defesa do candidato do PL recorreu da decisão, contestando o valor da penalidade.

O julgamento do recurso ocorreu na sessão desta terça-feira, durante a análise das listas de processos dos ministros. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 17 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/