Sócios do Bahia decidem neste sábado, 3, sobre venda do clube ao Grupo City

EsportesConfira

Sócios do Bahia decidem neste sábado, 3, sobre venda do clube ao Grupo City

Duas assembleias serão realizadas de forma presencial e online

Crédito: Felipe Oliveira/EC Bahia
O futuro do Bahia vai ser definido neste sábado (3), quando os sócios votarão sobre a constituição da Sociedade Anônima do Futebol (SAF) e a venda do clube para o City Football Group. Duas assembleias serão realizadas de forma presencial na Fonte Nova e online.

A aceitação da proposta apresentada pelo Grupo City é encarada pelo Bahia como a solução para o salto no patamar esportivo e financeiro que o clube busca para voltar a competir em nível mais alto no cenário nacional.

Caso os associados aprovem a venda, o Esquadrão passará a fazer parte de um dos mais maiores grupos de gestão de futebol do mundo. Atualmente, o CFG conta com 11 clubes espalhados pelo planeta. A promessa do fundo dos Emirados Árabes é fazer do Bahia a segunda equipe da franquia, atrás apenas do Manchester City, da Inglaterra.

Assembleias

A lista de sócios aptos a participar dos pleitos foi divulgada no site do Bahia. O torcedor precisa ficar atento, já que duas votações diferentes serão realizadas. Pela manhã, das 8h às 13h, será decidido pela adequação ou não do estatuto tricolor à Lei 14.193/2021, conhecida como Lei da SAF.

Caso esta mudança seja aprovada - o que permitirá ao Bahia se tornar uma SAF -, uma segunda votação será realizada à tarde, entre 14h e 19h. Será neste pleito que o sócio indicará se aceita ou não a proposta apresentada pelo Grupo City.

O sócio apto a participar das assembleias pode votar presencialmente, na Fonte Nova, ou online, através do site disponibilizado pelo Bahia. É possível também optar por um modelo em cada votação.

Oferta de compra

Bahia e Grupo City iniciaram as negociações desde o ano passado. Em setembro deste ano, a oferta foi oficialmente apresentada aos conselheiros em uma reunião que contou com a participação de Ferran Soriano, CEO do conglomerado.

Na oferta, o Grupo City planeja aportar cerca de R$ 1 bilhão no Bahia ao longo de 15 anos e controlar 90% das ações da SAF a ser criada. O valor será utilizado para o pagamento de dívidas, montagem do elenco, investimento em estrutura, categorias de base e outros.

A divisão prevista em contrato está assim:

50% para a compra de jogadores;
30% para o pagamento de dívidas;
20% para infraestrutura, categorias de base, capital de giro, entre outros.

O documento foi analisado pelos conselhos Deliberativo e Fiscal do Bahia. Os órgãos emitiram parecer favorável e agora cabe aos sócios do tricolor decidir pela venda ou não do clube. 

Com informações do Correio*.

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 30 Janeiro 2023

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/