BR-324 lidera autuações por uso do telefone celular ao volante na Bahia

Municípiosinfração gravíssima

BR-324 lidera autuações por uso do telefone celular ao volante na Bahia

A conduta irregular considerada infração gravíssima abrange tanto falar ao telefone, quanto manusear ou segurar o aparelho enquanto dirige. 

Foto: Romildo de Jesus

Nos primeiros quatro meses de 2024, infrações por uso do aparelho telefônico cresceram 540% em trechos sob circunscrição da Delegacia PRF de Simões Filho. Grande parte dos flagrantes foram registrados através da implantação de uma nova ferramenta de tecnologia (IA), utilizada para monitorar e autuar em tempo real, veículos que estejam infringindo as regras de trânsito.

De janeiro a abril deste ano, foram 2.040 autuações referente ao uso do celular ao volante. Já no mesmo período de 2023 foram registradas 319 autuações. Vale ressaltar, que o número de autuações desse tipo de infração registrado na BR 324, representa 90% da quantidade de notificações lavradas em todo o estado.

Mexer no celular enquanto dirige deixa o motorista desatento e com reações mais lentas. Ele também tem mais dificuldade em manter a velocidade adequada e a distância segura do veículo à frente. A falta de reação, tardia ou ineficiente de motoristas - outras causas principais de sinistros - também podem ter influência do uso do aparelho pelos motoristas. Ao manusear ou falar ao telefone, os condutores reduzem a atenção ao trânsito e podem provocar sinistros como as colisões traseiras e atropelamentos.

Vale ressaltar que a total atenção no trânsito é fundamental, e o uso de aparelhos celulares enquanto dirige, principalmente em rodovias onde a velocidade é maior comparado aos perímetros urbanos. A 100 km/h o condutor pode percorrer mais de 50 metros desatento, podendo atropelar um pedestre, colidir com outro veículo, entre outros riscos.

Um levantamento da PRF demonstra que em 2024, assim como em outros anos, as colisões traseiras foram o tipo de sinistro mais frequente nas rodovias federais da Bahia que cortam trechos sob circunscrição da PRF em Simões Filho, correspondendo a mais de 27% do total de acidentes registrados até abril deste ano.

Atento a esta situação, fiscalizações sobre o uso de aparelho de telefone celular ao volante está inserida nos comandos que integram as ações da Operação Nacional de Segurança Viária (ONSV) da PRF, que consiste em um conjunto de esforços para reduzir a violência do trânsito. A operação direciona as fiscalizações para condutas que provocam índices elevados de morte nas rodovias.

Fiscalização por monitoramento

Diuturnamente policiais rodoviários federais atuam no centro de operações localizado na praça do pedágio de Amélia Rodrigues para fiscalizar e coibir a prática de infrações ao longo do trecho da BR 324. Por meio das câmeras de monitoramento instaladas pela concessionária VIABAHIA, centenas de veículos são flagrados nas imagens cometendo infrações diariamente, sendo instantaneamente expedidos os devidos autos de infração.

As câmeras são equipadas com Inteligência Artificial (IA) e têm a capacidade de identificar automaticamente comportamentos imprudentes dos motoristas, como o uso do celular ao volante, e a não utilização do cinto de segurança, dentre outras infrações de trânsito.

As imagens capturadas, em tempo real, são analisadas por equipes da PRF que podem autuar os condutores que estejam cometendo condutas imprudentes na rodovia. Além disso, a ferramenta permite o monitoramento de toda a rodovia em um ângulo de 360 graus, utilizando inclusive zoom de aproximação, podendo visualizar a placa de veículos com centenas de metros de distância.

Para se ter uma ideia, desde a implementação dessa tecnologia foi possível observar também um aumento expressivo de quase 700% nos flagrantes referentes a falta da utilização do cinto de segurança. Nos primeiros quatro meses de 2024 (janeiro a abril), foram 6.389 autuações registradas em trechos sob circunscrição da PRF de Simões Filho. Já no mesmo período de 2023, foram 805 autuações. Lembrando que o uso do cinto de segurança é obrigatório para todos os ocupantes dos veículos.

As câmeras também são úteis para a repressão da criminalidade na rodovia. Baseada nas imagens, a PRF consegue monitorar, por exemplo, a passagem de veículos suspeitos, evasores de pedágio, veículos com irregularidades de carregamento e monta operações para coibir ocorrências criminais e inibir condutores que desrespeitam a legislação de trânsito.

Vale ressaltar que o monitoramento por meio dessa nova ferramenta tecnológica atende à resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) nº 909/2022. Todos os pontos com câmeras estão devidamente sinalizados, alertando ao condutor para redobrar a atenção ao trafegar pelas regiões.

A parceria entre a PRF e a concessionária reforça o compromisso mútuo com a segurança viária e a fluidez do trânsito. Ambas as instituições estão empenhadas em promover uma cultura de respeito às leis de trânsito e de conscientização sobre a importância de comportamentos seguros ao volante, inclusive o uso da nova ferramenta permitirá que condutores gerando situação de risco sejam abordados pela PRF e orientados quanto a sua conduta perigosa. Será adotado procedimento educativo quanto a conduta, mas tanto o veículo, quanto motorista e passageiros serão fiscalizados, sendo passível de autuação se encontrada alguma irregularidade. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 14 Julho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/