Apesar de Bolsonaro, eleições serão livres e justas, diz embaixadora dos EUA no Brasil

PolíticaNova embaixadora

Apesar de Bolsonaro, eleições serão livres e justas, diz embaixadora dos EUA no Brasil

Elizabeth Bagley foi indicada ao cargo nesta quarta, 18, pelo presidente Joe Biden

Crédito: Departamento de Estado dos EUA/Reprodução

A nova embaixadora dos Estados Unidos no Brasil, Elizabeth Bagley, afirmou nesta quarta-feira (18) que prevê dificuldades nas eleições presidenciais de 2022 no país por causa das ameaças feitas pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) à democracia. Ela disse acreditar, por outro lado, que as instituições brasileiras estão preparadas para resistir às pressões.

Elizabeth foi indicada ao cargo nesta quarta-feira (18) pelo presidente dos EUA Joe Biden.

"Bolsonaro tem dito muitas coisas, mas o Brasil tem sido uma democracia, tem instituições democráticas, Judiciário e Legislativo independentes, liberdade de expressão. Eles têm todas as instituições democráticas para realizar eleições livres e justas", respondeu Bagley durante a sabatina à qual foi submetida no Senado americano.

"Ao longo de 30 anos, monitorei muitas eleições. E eu sei que não será um momento fácil, muito em razão dos comentários [de Bolsonaro]", disse a indicada. "Apesar desses comentários, há uma base institucional. O que continuaremos a fazer é mostrar nossa confiança e nossa expectativa de que eles terão eleições livres e justas", completou.
 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Domingo, 03 Julho 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/