Joe Biden 'não teve sensibilidade' para parar guerra em Gaza, diz Lula

PolíticaEntrevista

Joe Biden 'não teve sensibilidade' para parar guerra em Gaza, diz Lula

Em outubro, no Conselho de Segurança da ONU, o Brasil fez uma proposta de cessar fogo

Crédito: Reprodução/Al Jazeera

Em entrevista a Al Jazeera, grupo de comunicação financiado pelo governo do Catar, o presidente Lula responsabilizou o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, por não ter agido para interromper o conflito entre Israel e o Hamas, em Gaza. A informação é da coluna Radar, da revista Veja.

"O presidente mais importante do planeta [Joe Biden] não teve a sensibilidade de parar a guerra. Os Estados Unidos tiveram muita influência sobre Israel, seja no âmbito econômico ou militar. Eles tinham a capacidade de parar a guerra por meio de uma negociação", disse Lula.

Lula não poupou tampouco o chefe do estado israelense. Ele defendeu a demercação de terra palestina e condenou as investidas do primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu.

"Netanyahu é efetivamente extremista, de extrema direita, sem sensibilidade com os problemas dos palestinos, ele pensa que os palestinos não significam nada. Ele precisa aprender que os palestinos precisam ser respeitados, sua terras marcadas".

Em outubro, no Conselho de Segurança da ONU, o Brasil fez uma proposta de cessar fogo, mas foi vetada pelos Estados Unidos. O acordo teve adesão da grande maioria dos partidos membros do comitê. Desde então, Lula tem criticado publicamente o modelo de governança das Nações Unidas.

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Terça, 05 Março 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/