Criticado por reduzir presença feminina no STF, Lula quer mulher no Ministério da Justiça

PolíticaDiz colunista

Criticado por reduzir presença feminina no STF, Lula quer mulher no Ministério da Justiça

Presidente quer compensar a escolha de Flávio Dino para substituir Rosa Weber

Crédito: Joédson Alves/Agência Brasil

Com a indicação oficial de Flávio Dino (PSB) para substituir a ministra Rosa Weber no Supremo Tribunal Federal (STF), o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) agora busca um nome para substituí-lo no Ministério da Justiça e Segurança Pública.

Criticado por diminuir a representatividade feminina na Corte, o chefe do Executivo quer compensar com a escolha de uma mulher para a pasta. Conforme Bela Megale, no O Globo, Lula tem dito a auxiliares que este é seu plano principal.

Entre os nomes cogitados para o cargo estão os da ministra do Planejamento, Simone Tebet (MDB), que disse que ainda não chegou a ser sondada para o posto; e a deputada federal e presidente do PT, Gleisi Hoffman.

No caso da petista, um dos principais entraves para uma eventual indicação para o MJSP é o fato do presidente não ter um substituto para a presidência do PT, já que considera a deputada uma de suas aliadas mais confiáveis. Segundo a coluna, outro fator que desabona Gleisi para o ministério é que ela não tem proximidade com o Judiciário ou afinidade com os temas da pasta.

Entre os homens, figuram como cotados para substituir Flávio Dino o senador Jaques Wagner (PT) e o ex-ministro do STF, Ricardo Lewandowski, apontado como favorito de Lula.

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 26 Fevereiro 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/