ACM Neto fez registro como branco no TSE e 'virou pardo' dias depois, diz jornal

PolíticaPolêmica

ACM Neto fez registro como branco no TSE e 'virou pardo' dias depois, diz jornal

Documento do TSE desmente o candidato

Crédito: Divulgação

A indefinição racial de ACM Neto implode sua campanha a menos de oito dia das eleições. Desde que o postulante ao Palácio de Ondina se autodeclarou pardo, a situação polemizou, tornando-se noticia nacional.

Documentos obtidos com exclusividade por A TARDE revelam que ACM Neto se declarou branco ainda nesse pleito. Depois, visando o fundo eleitoral, mudou para pardo. 

Desde 2020, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) determinou que a distribuição de recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha, assim como o tempo de propaganda gratuita, deve ser proporcional ao número de candidatos negros dentro do partido.

Para o pleito atual, o registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) do candidato, realizado no dia 7 de agosto, informa que ele se autodeclarou branco, tendo feito a mudança pouco depois. A alteração novamente possui o intuito de se aproveitar do Fundão e ludibriar o eleitor baiano.

O ofício obtido no TSE, inclusive, desmente a recente declaração de Neto publicada em suas redes sociais, onde ele insiste deliberadamente na falácia de que sempre se declarou como pardo.

"Sempre me identifiquei como pardo. Veja que em 2016, quando não havia fundo eleitoral, não havia financiamento partidário e não havia definição de cotas, eu já me autodeclarava dessa forma", insiste o candidato ao Estadão. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 18 Mai 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/