Ponto e Vírgula 15/06/2022

Ponto e Vírgula 15/06/2022

Sobe - Estudantes de escolas municipais e profissionais das secretarias de Educação e de Desenvolvimento Social, ao se mobilizarem em ato contra trabalho infantil.

Desce - Postos de gasolina, no norte do Estado, que apresentaram uso irregular de máquina de cartão de crédito e falta da comprovação de compra do combustível comercializado.

Jingles juninos

Os três principais nomes para disputar o governo da Bahia nas eleições deste ano têm aproveitado o período junino para surfar em ritmos regionais nos jingles de pré-campanha. ACM Neto lançou aproveitando o ritmo do momento: o piseiro. O jingle diz: "ACM é, ACM é, foguete não tem ré, foguete não ré". Já o pré-candidato João Roma (PL) apostou no tradicional forró. "João, João, João Roma vem, minha Bahia chama é João Roma". O pré-candidato do PT, Jerônimo Rodrigues, usou um também ritmo regional. "Jerônimo, Lula tá com ele, o povo tá, eu também tô", diz o jingle.

Contingente

O pré-candidato a governador ACM Neto (UB) criticou ontem (14), a redução do contingente de policiais na Bahia ao longo dos últimos 16 anos, quando o estado foi gerido pelo PT. O ex-prefeito de Salvador destacou que, enquanto o número de crimes, inclusive com mortes violentas, disparou nesse período, a mobilização das tropas diminuiu. E isso explicaria, segundo ele, a marca baiana de líder de assassinatos no Brasil em todos os anos desde 2017.

Reivindicação

Cresce no PT o movimento para que o partido indique o suplente do senador Otto Alencar (PSD), candidato à reeleição que até agora não definiu o nome do parceiro de chapa. O argumento dos petistas é de que partidos como o PSB e o PCdoB já estão contemplados com as respectivas suplências do senador Jaques Wagner (PT) e Angelo Coronel (PSD). Além disso, eles apontam que o PV, outro que teria interesse na vaga, não tem tamanho, nem tradição no grupo, para exigir a posição.

Atenção

Termina nesta quarta-feira (15), o prazo para tribunais regionais eleitorais (TREs) informarem os municípios que terão identificação híbrida de eleitores nas eleições de outubro. As informações devem ser inseridas no Sistema ELO, responsável pelos dados do cadastramento eleitoral. Até quinta-feira (16), o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgará os recursos do Fundo Especial de Financiamento de Campanha que serão transferidos para os partidos realizarem as campanhas dos candidatos.

Ciro

O presidenciável Ciro Gomes (PDT), nada diferente do que fez nas eleições de 2018, se não passar para o segundo turno nas eleições presidenciais, se ficar Lula e Bolsonaro, não votará. Diferente do seu partido, o PDT, que deve apoiar Lula. Aliás, parte do PDT já queria apoiar o petista no primeiro turno.

Sem reajuste

O presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou que os servidores não vão receber o reajuste que estava sendo discutido para este ano. Segundo ele, despesas do governo federal impossibilitam o plano inicial, que era cortar verbas ministeriais para conceder 5% de reajuste. Em abril, o governo tinha decidido reajustar os salários dos servidores públicos federais de todas as categorias da administração pública, percentual definido em uma reunião do presidente com o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Eduardo Leite

Passados 77 dias da renúncia ao cargo de governador do Rio Grande do Sul, ocasião em que disse que o gesto não lhe retirava "nenhuma possibilidade" e "oferecia todas", Eduardo Leite (PSDB) está de volta ao ponto de partida. O tucano descumpriu as reiteradas promessas de que não concorreria à reeleição e anunciou sua pré-candidatura ao Palácio Piratini. Ainda que fora do cargo, tentará ser o nome a quebrar o tabu do único estado que nunca reelegeu um governador.

Moro

O ex-juiz Sérgio Moro (UB), anunciou que ainda não definiu se será candidato nas eleições deste ano, mas afirmou que sua esposa, a advogada Rosângela Moro, poderá representá-lo nas urnas. "Sei que há muitas dúvidas sobre o que farei no Paraná, se vou ser candidato, mas no fundo meu objetivo primário é circular pelo Paraná e me conectar ao Paraná, mas a decisão [de candidatura] vai ser tomada com o partido e, acima de tudo, quem vai decidir é a população paranaense", declarou Moro.

Veja também:

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Segunda, 30 Janeiro 2023

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/