Ponto e Vírgula 27/10/2021

Ponto e Vírgula 27/10/2021

Sobe - Administração do prefeito Colbert Martins, que coloca a cidade acima de 7 capitais nos quesitos: receita própria, gastos com pessoal, investimentos, liquidez e custo da dívida.

Desce - Secretário Saulo Figueiredo, da SMTT, que para se distanciar da imprensa, impõe que as entrevistas sejam exclusivamente por e-mail. Vai ficar esperando.

Encontro

Quem almoçou sábado, em Feira de Santana, foi o ministro da Cidadania João Roma (Republicanos), ao retornar de uma visita à cidade de Serrinha. Logo que pisou em solo feirense ligou para o prefeito Colbert Martins (MDB) para trocar umas ideias enquanto almoçava. Colbert, não estava na sede do município. Ficou o encontro para outra oportunidade. (Bahia na Política).

Colbert e MDB

O ex-deputado federal e presidente de honra do MDB baiano, Lúcio Vieira Lima, disse que o prefeito Colbert Martins, não tem intenção de deixar a sigla. Segundo o ex-parlamentar, o MDB também não tem interesse em perder o gestor para outra legenda. Para Vieira Lima, caso haja interesse de alguma das partes, a separação será "amigável". "Não há isso de deixar o MDB, Colbert nunca demonstrou isso. Nós também não queremos que ele saia. Não temos esse assunto para discutir", pontuou em entrevista ao Grupo Lomes de Comunicação. Questionado sobre a gestão de Martins, em Feira, Lúcio afirmou que não mora na cidade e não tem como opinar.

Imagem

O governador da Bahia, Rui Costa (PT), disse que o governo Jair Bolsonaro (sem partido) comprometeu a imagem do Brasil no exterior. Rui disse que sua percepção é que o Brasil está desmoralizado. "É algo constrangedor. Nossa imagem está muito comprometida aqui por várias ações do governo federal. Conversei com um representante de uma empresa e perguntei a ele se a imagem do Brasil estava mesmo no chão. E ele me disse: 'no chão não governador. Tá no subsolo mesmo'. É isso que temos que aguentar agora, mas tenho consciência que podemos recuperar, porque o Brasil é um país de muito potencial", disse.

Emendas

A Comissão Mista de Orçamento (CMO), no Congresso, começou desde ontem (25), a receber emendas ao Projeto de Lei Orçamentária (PLN 19/21) para o ano que vem. Deputados, senadores, bancadas estaduais e comissões poderão sugerir mudanças para despesa e receita, incluindo renúncia de receita, até 16 de novembro.

Emendas I

Cada parlamentar terá R$ 17,6 milhões para elaborar emendas. O projeto de lei orçamentária para 2022, encaminhado pelo Poder Executivo, reserva R$ 10,5 bilhões para emendas individuais e R$ 5,7 bilhões para as emendas de bancada estadual, totalizando R$ 16,2 bilhões em emendas com execução obrigatória. Metade das emendas individuais, ou R$ 5,24 bilhões, deve ser gasta em ações e serviços públicos de saúde.

Jefferson

O ex-deputado Roberto Jefferson pediu licença, por prazo indeterminado, da presidência do Partido Trabalhista Brasileiro (PTB). O dirigente está hospitalizado no Complexo Penal de Gericinó, onde cumpre pena preventiva. Em carta enviada ao advogado, Jefferson justifica que a prisão o impede de exercer a gestão do partido.

Negado

O plenário do STF negou, por unanimidade, um pedido de habeas corpus, de Jefferson. O julgamento virtual terminou na última sexta-feira (22/10), e foi publicado na segunda-feira (25). O presidente do PTB está preso desde 13 de agosto, suspeito de integrar uma organização criminosa digital para atacar a democracia. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 28 Janeiro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/

Cron Job Iniciado