STF torna réus mais 70 investigados por atos de 8 de janeiro em Brasília

BrasilSuprema Corte

STF torna réus mais 70 investigados por atos de 8 de janeiro em Brasília

Leva de denúncias da PGR foi concluída na sexta, 18

Crédito: Marcelo Camargo/Agência Brasil

O Supremo Tribunal Federal (STF) tornou reús, por maioria, mais 70 investigados na participação dos atos antidemocráticos do 8 de janeiro. A leva de denúncias da Procuradoria-Geral da República foi concluída nesta sexta-feira (18) e o grupo vai responder na Justiça pelos ataques aos Três Poderes, em Brasília.

Foram considerados mais de de 1 mil e duzentos réus do total de 1.390 participantes dos atos.

A maioria dos ministros do STF acompanhou a posição do ministro Alexandre de Moraes, que é o relator, em favor da abertura das ações penais. Cármen Lúcia, Rosa Weber, Edson Fachin, Luiz Fux, Luís Roberto Barroso, Gilmar Mendes, Cristiano Zanin e Dias Toffoli seguiram o mesmo entendimento.

Os ministros Nunes Marques e André Mendonça concluíram que os casos deveriam ser enviados para análise da primeira instância da Justiça Federal.

Entre os crimes tipificados estão a associação criminosa armada; tentativa de abolição violenta do Estado Democrático de Direito; tentativa de golpe de Estado; dano qualificado pela violência e grave ameaça com emprego de substância inflamável contra o patrimônio da União e com considerável prejuízo; e deterioração de patrimônio tombado.

Fátima de Tubarão e o Cacique Serere, que foram alvo da Operação Lesa Pátria, da Polícia Federal foram as personalidades destacadas entre as participações.

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sábado, 15 Junho 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/