Nasareno Silva encara contexto mais difícil em nova passagem no Bahia de Feira

EsportesNovo treinador

Nasareno Silva encara contexto mais difícil em nova passagem no Bahia de Feira

Esta é a terceira vez que o técnico Nasareno Silva trabalha no Bahia de Feira  

Crédito: Divulgação/Bahia de Feira

Pela terceira vez, Nasareno Silva trabalha no Bahia de Feira, ao longo dos últimos 15 anos desde que a equipe passou a ser gerida pelo Grupo Nobre. E esse será o contexto mais complicado que o profissional terá pela frente para desenvolver as suas atividades: o Tremendão é o oitavo colocado na classificação geral do Campeonato Baiano e quando entrar em campo neste domingo (4), diante do Jequié na Arena Cajueiro fatalmente estará no Z-2 aumentando ainda mais a necessidade de um triunfo para ainda nutrir chances de classificação para a fase semifinal da competição.

A quinta rodada não poderia ter sido pior para o Bahia de Feira: perdeu para o Jacuipense por 1 x 0 e não só marcou a segunda derrota seguida no estadual, mas a queda para a oitava colocação com 4 pontos, mesma pontuação de Atlético e Jacobina, que neste momento são os dois últimos colocados na classificação. Essa situação custou o cargo do treinador Oliveira Canindé, cujo desligamento foi confirmado na manhã da última sexta-feira (2), pela direção.

O último trabalho de Nasareno Silva foi no Juazeiro na 2ª divisão de 2022, quando levou a equipe à fase semifinal da competição, mas acabou eliminado pelo Jacobinense e desde então estava sem clube. No Bahia de Feira, ele comandou o time em 2009, quando conquistou o título da 2ª divisão e no estadual de 2013, quando o time ficou na sexta posição.

SITUAÇÃO

A quinta rodada será fechada neste sábado (3), com o confronto entre Atlético e Jacobina em Alagoinhas. Qualquer resultado joga o Bahia de Feira no Z-2 e deixa o time na obrigação de ganhar o Jequié na abertura da sexta rodada na Arena Cajueiro: se vencer, o time ainda vai alimentar chances de classificação para a fase semifinal da competição, mas se perder ou mesmo empatar, as três rodadas finais serão dramáticas porque a luta passa a ser pela permanência para a Série A em 2025. Depois do jogo contra o Jequié, o Bahia de Feira enfrenta em casa o Atlético; depois vai a Ilhéus encarar o Barcelona e encerra a sua participação na fase classificatória encarando a Juazeirense na Arena Cajueiro. 

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Quarta, 17 Abril 2024

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/