Briga generalizada deixa ao menos 127 mortos em partida de futebol na Indonésia

EsportesTragédia

Briga generalizada deixa ao menos 127 mortos em partida de futebol na Indonésia

Confusão aconteceu no fim da partida entre Arema FC e Persebaya Surabaya

Crédito: Reprodução

Uma cena triste tomou conta do futebol indonésio neste sábado, 1º de outubro. No fim da partida entre Arema FC e Persebaya Surabaya, válida pelo campeonato nacional, torcedores entraram em confronto com as forças de segurança do Estádio Kanjuhuran, em Malang, após uma invasão de campo. Ao menos 127 pessoas morreram, de acordo com informações coletadas pelo veículo britânico The Mirror.

O ocorrido acarretou na suspensão de todos os jogos da liga na semana, e o clube mandante foi proibido de sediar partidas pelo resto da temporada.

A invasão de campo começou logo depois do apito final. O Arema, time da casa, perdeu para o Persebaya por 3 a 2 e, com isso, muitos torcedores pularam as arquibancadas.

A segurança foi acionada, com policiais locais e membros das Forças Armadas da Indonésia escoltando os jogadores do clube visitante até os vestiários. Segundo informações da mídia local, o principal confronto foi entre os adeptos e as forças de contenção, com objetos arremessados e uso de gás lacrimogênio - no campo e fora dele. Tentando fugir da confusão, alguns fãs caíram no chão e foram pisoteados. Além disso, muitos perderam o ar inalando o gás e outros até desmaiaram no meio.

O Persebaya se manifestou oficialmente no Twitter, lamentando a tragédia e condenando as mortes. "A família de Persebaya lamenta profundamente a perda de vidas após a partida entre Arema e Persebaya. O futebol não é maior que nenhuma única vida. Rezamos pelas vítimas e que as famílias deixadas para trás recebam força", disse o manifesto.

Akhmad Hadian Lukita, presidente da liga indonésia, disse que espera que o futebol nacional aprenda com o triste episódio. "Estamos preocupados e lamentamos profundamente este incidente. Compartilhamos nossas condolências e esperamos que esta seja uma lição valiosa para todos nós", comentou. O presidente do país, Mochamad Iriawan, também se manifestou e confirmou que investigarão os acontecimentos: "Lamentamos e pedimos desculpas às famílias das vítimas e a todas as partes pelo incidente. Imediatamente, formamos uma investigação até Malang".

 

Comentários:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site.
Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.

Nenhum comentário feito ainda. Seja o primeiro a enviar um comentário
Já Registrado? Acesse sua conta
Visitante
Sexta, 09 Dezembro 2022

Ao aceitar, você acessará um serviço fornecido por terceiros externos a https://www.jornalfolhadoestado.com/

Cron Job Iniciado